Leôncio Abel Alves Vieira

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
(Redirecionado de Leôncio Abel Vieira)
Ir para: navegação, pesquisa

Vieira
Vieira
Vieira
Informações pessoais
Nome completo Leôncio Abel Alves Vieira
Data de nasc. 23 de junho de 1934
Local de nasc. Joinville (SC) Santa Catarina, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 22 de outubro de 1992 (58 anos)
Local da morte Porto Alegre (RS) Rio Grande do Sul, Brasil
Apelido Vi
Informações profissionais
Posição Atacante
Números no Grêmio como Jogador
Jogos Gols Média
497 102 0.21
  • A estatística pode estar incompleta.
Números no Grêmio como Treinador
Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
  • Não atuou no Grêmio como treinador.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1953-1955
1955-1968
1968
1969-1970
Brasil Caxias-SC
Brasil Grêmio
Brasil Cruzeiro-RS (emp.)
Brasil Cruzeiro-RS
Seleção nacional
1966 Brasil Brasil
Times/Equipes que treinou
Anos Clubes

1979
1979
1980
1981
1982
Brasil Grêmio Cat. de Base
Brasil Chapecoense
Brasil Criciúma
Brasil Marcílio Dias
Brasil Figueirense
Brasil São Paulo-RS


Leôncio Abel Alves Vieira mais conhecido como Leôncio Vieira, Vieira ou ainda Vi, (Joinville-SC, 23 de junho de 1934 - Porto Alegre-RS, 22 de outubro de 1992). Foi um treinador e futebolista brasileiro que atuou na posição de atacante. É um dos maiores jogadores do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, conquistou 19 títulos oficiais, um recorde na história do clube.

Carreira

Futebol Catarinense

Vieira, filho de Cilo, também jogador de futebol, iniciou a carreira de jogador no Caxias de Joinville, cidade onde nasceu. Em 1955, ao lado de Juarez, conquistaram o campeonato catarinense de 1954, desta forma repetindo o feito de seu pai, campeão estadual em 1929 pelo mesmo clube.[1]

Grêmio

Ainda em 1955, foi descoberto por Oswaldo Rolla, que o trouxe junto do companheiro de ataque, Juarez. Vi era muito disciplinado taticamente e ótimo nos cruzamentos. No Rio Grande do Sul, seu futebol era comparado ao de Zagallo, já que nos anos 50 fazia o papel de ponta esquerda recuado.[2]

No Grêmio venceu 11 campeonatos gaúchos em 12 disputados, além de diversos citadinos e o Sul-Brasileiro invicto de 1962. Disputou mais de 550 jogos pelo clube, quarto maior recordista, com 106 gols marcados.

Sua última partida com a camiseta gremista foi no dia 21 de janeiro de 1968, curiosamente contra seu clube formador, o Caxias de Joinville. Na ocasião, Vieira ao lado de Juarez, foram homenageados pelo time catarinense.

Em 1968, foi emprestado Cruzeiro de Porto Alegre. Após o fim do empréstimo, acabou obtendo o passe livre, pois tinha mais de 10 anos de serviços prestados ao tricolor e 34 anos recém completados. Essa era a condição para conseguir seu próprio passe. Acabou permanecendo no time porto-alegrense por mais dois anos.

Seleção Brasileira

Defendeu a Seleção Brasileira em duas partidas contra o Chile em 1966, válidas pela Taça Bernardo O´Higgins. Com uma vitória e uma derrota cada, o troféu foi compartilhado entre as duas seleções. Nesses jogos a seleção brasileira foi representada pela Seleção Gaúcha de Futebol.

Treinador

Na década de 70, Leôncio Vieira iniciou a carreira de treinador nas categorias de base do Grêmio. Chegou a treinar interinamente o time profissional em duas oportunidades, em 1974 e 1977.[3] Passou por diversos clubes catarinenses e do interior gaúcho.

Títulos

Caxias-SC

  • Santa Catarina Campeonato Catarinense: 1954

Grêmio

Seleção Brasileira

  • Taça Bernardo O'Higgins: 1966

Confira também

Referências

  1. Caxienses Fanáticos. História. Visitado em 12 de dezembro de 2018.
  2. Terceiro Tempo: Que fim levou. Vi. Visitado em 12 de dezembro de 2018.
  3. Bruxo Tricolor: Comentário de Alvirubro. Álbum Tricolor (94). Visitado em 13 de dezembro de 2018.