Raul Donazar Calvet

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Calvet
Calvet

Raul Donazar Calvet
Calçada da Fama.png Calçada da Fama

Informações pessoais
Nome completo Raul Donazar Calvet
Data de nasc. 03 de novembro de 1934
Local de nasc. Bagé-RS, BRA
Nacionalidade Brasil
Falecido em 29 de março de 2008 (73 anos)
Local do falec. Porto Alegre-RS, BRA
Informações profissionais
Função Zagueiro
Registro CBF 016082
Altura 1,80
Destro
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
69 3 0.04
  • A estatística pode estar incompleta.
Categorias de base
Anos Clubes
Brasil Bagé
Brasil Guarany de Bagé
Clubes profissionais
Anos Clubes
1951 Brasil Bagé
1952-1955 Brasil Guarany de Bagé
1955-1956 Brasil Grêmio
1957-1959 Brasil Guarany de Bagé
1959-1960 Brasil Grêmio
1960-1964 Brasil Santos
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
1960-1962 Brasil Brasil    11      (0)

Raul Donazar Calvet, também conhecido como Calvet (Bagé-RS, BRA, 03 de novembro de 1934 - Porto Alegre-RS, BRA, 29 de março de 2008).

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
35
24
7
4
80
35
45
75.2%
Visitante
34
25
3
6
92
38
54
76.5%
Total
69
49
10
10
172
73
99
75.8%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Icone Livro.png História

Com 17 anos, Calvet entrou para o quadro de aspirantes do Bagé. Ainda no final de 1951, no entanto, trocou para o rival Guarany para se profissionalizar. Embora inicialmente tenha atuado como ponteiro direito, logo passou a jogar como quarto zagueiro, sua posição preferencial. Em 1955, a pedido de Oswaldo Rolla foi contratado pelo Grêmio. Em sua primeira passagem pelo tricolor, Calvet jogou quase sempre improvisado de centromédio. Descontente com a posição e com sua família não plenamente adaptada à capital, optou por voltar a Bagé no final de 1956.

Em 1958, foi campeão de sua região com o Guarany. O clube chegou até a final do Estadual, disputada apenas em março do ano seguinte, quando foi derrotado pelo próprio Grêmio. O plano de Calvet era aposentar-se logo após o encerramento da disputa, mas acabou cedendo às pressões e permaneceu ativo. Em junho de 1959, o capitão gremista Ênio Rodrigues sofreu uma lesão e seria submetido a uma cirurgia, que lhe tiraria dos gramados pelo menos até o final da temporada. Foi aí que Oswaldo Rolla, mais uma vez, pediu que buscassem Calvet, agora com a garantia de atuar em sua posição. Calvet assinou um contrato curto, de apenas seis meses, com o objetivo de retornar a Bagé no início de 1960, quando seus serviços já não fossem necessários.[1]

Com grandes atuações, Calvet logo se revelou um zagueiro clássico e seguro, além de ser considerado um cavalheiro dentro e fora de campo. No começo de 1960, o Santos, que, à época, frequentemente mantinha um quadro jogando pelos campeonatos oficiais e outro quadro excursionando pelo Brasil e pelo exterior, veio ao Rio Grande do Sul em busca de um zagueiro e de um goleiro. Segundo os jornais da época, a ideia dos santistas era levar Aírton, mas acabaram levando Calvet. O goleiro escolhido foi Irno, que estava no Cruzeiro.

No Santos, Calvet foi titular absoluto de uma das formações mais vitoriosas da história do futebol brasileiro. Sagrou-se quatro vezes campeão paulista, quatro vezes campeão da Taça Brasil, bicampeão da Libertadores da América e bicampeão mundial. Nesse período, disputou onze partidas pela Seleção Brasileira, mas ficou de fora da equipe que disputou a Copa do Mundo de 1962, por uma decisão polêmica de Aymoré Moreira. Em 1964, durante um treino, sofreu uma ruptura do tendão de Aquiles.

Com a grave lesão, Calvet decidiu pela aposentadoria e pelo retorno definitivo a Bagé. Pelo Guarany, ainda seria treinador e presidente. Faleceu em 2008, em Porto Alegre.[2][3]

Títulos

Grêmio
  • Campeonato Gaúcho: 1956 e 1959.
Santos
  • Campeonato Paulista: 1961, 1962, 1963 e 1964.
  • Campeonato Brasileiro: 1961, 1962, 1963 e 1964.
  • Libertadores da América: 1962 e 1963.
  • Mundial de Clubes: 1962 e 1963.

Maquina fotografica.png Fotos

Raul Donazar Calvet (ilustração).PNG
Calvet
Fonte: Revista do Grêmio 22, 1959

Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Grêmio 2 x 0 Vasco - 23/11/1955
Último Jogo
Grêmio 2 x 3 Internacional - 05/01/1960


Referências