Geraldo Pereira de Matos Filho

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Mazarópi
Mazarópi
Informações pessoais
Nome completo Geraldo Pereira de Matos Filho
Data de nasc. 27 de janeiro de 1953 (66 anos)
Local de nasc. Além Paraíba (MG), Brasil Brasil
Altura 1,80m
Apelido Mazarópi
Informações profissionais
Número 1
Posição (ex-Goleiro)
Números no Grêmio como Jogador
Jogos Gols Média
419 0 0
  • A estatística pode estar incompleta.
Números no Grêmio como Treinador
Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
5 2               2               1 53.3%
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes de juventude
1970-1973 Brasil Vasco
Clubes profissionais
Anos Clubes
1974-1984
1979
1983
1984
1985-1990
1991
1992
Brasil Vasco
Brasil Coritiba (emp.)
Brasil Grêmio (emp.)
Brasil Náutico (emp.)
Brasil Grêmio
Brasil Figueirense
Brasil Guarany (Bagé)
Seleção nacional
1976 Brasil 0000 0000(0)
Times/Equipes que treinou
Anos Clubes
1992-1995
1996-1998
1999
2001-2002
2003
2005
2007
2007-2008
2008-2009
2010
Brasil Grêmio (treinador de goleiros)
Japão Yokohama F·Marinos (treinador de goleiros)
Japão Nagoya Grampus
Japão Kawasaki Frontale (treinador de goleiros)
Japão Consadole Sapporo (treinador de goleiros)
Brasil Sapucaiense
Brasil Vilhena
Brasil Guarani-VA
Brasil SER Santo Ângelo
Brasil Santa Cruz-RS

Geraldo Pereira de Matos Filho, mais conhecido como Mazarópi, (Além Paraíba-MG, 27 de janeiro de 1953) é um ex-futebolista, ex-treinador de futebol e atual comentarista esportivo brasileiro. A alcunha é atribuída ao jogador Hércules Brito Ruas, que ao ver Geraldo chegando ao Vasco da Gama com suas roupas simples, teria lhe chamado de Mazzaropi, nome de um humorista famoso na época e que se vestiria daquela maneira. Mazarópi é um dos goleiros mais vitoriosos que já vestiram a camisa do Grêmio, marcando para sempre seu nome na história do Clube ao conquistar a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 1983, além de diversos estaduais e a Copa do Brasil de 1989.

Carreira

Durante sua carreira profissional atuou no Vasco da Gama, Coritiba, Náutico, Grêmio, Figueirense e Guarany de Bagé. Tinha como sua principal característica a colocação.

A contratação de Mazarópi pelo Grêmio junto ao Vasco ocorreu em meio a um dos momentos mais marcantes da história do clube, a disputa da Copa Libertadores da América de 1983. O recém chegado arqueiro teve já em uma de suas primeiras partidas seu primeiro grande teste, a semifinal da Libertadores daquele ano eram definidas em triangulares, se classificando apenas o melhor clube do grupo. O Grêmio, que havia vencido o Estudiantes no jogo anterior, necessitava de uma vitória diante do temível América de Cali para encaminhar a classificação, em jogo realizado no Estádio Olímpico. O jogo contra a equipe colombiana transcorria com vitória do Grêmio por 2x1, quando o árbitro marcaria penalidade para o América, um gol praticamente eliminaria o Grêmio, mas Mazarópi defende a cobrança e encaminha o Grêmio à final da Libertadores, que seria vencida pelo Imortal.

Em 1997, colocou suas mãos na Calçada da Fama do Estádio Olímpico Monumental perpetuando para sempre sua passagem pelo Clube. Após sua carreira de jogador, foi técnico de futebol, empresário e chefe executivo de futebol do Porto de Portugal, onde ganhou uma Liga dos Campeões como Gerente de Futebol. Sendo um dos responsáveis pela contratação de Anderson ex-Grêmio.

Após sua carreira no futebol, entrou para política, sendo eleito vereador de Porto Alegre pelo PMDB em 1992. Ele recebeu 5.361 votos.[1] Porém abandonou o cargo três anos mais tarde, para aceitar o convite de Otacílio Gonçalves para ser treinador de goleiros no Japão. Mazarópi passou oito anos no Japão exercendo esta função em vários clubes como Yokohama Marinos e Nagoya Grampus. Porém, após tanto tempo fora, decidiu aceitar o apelo da família e regressar ao Brasil.[2]

Em 21 de dezembro de 2008 Mazarópi assumiu como técnico da SER Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, com o objetivo de recolocar a equipe na primeira divisão do Campeonato Estadual.[3] Em fevereiro 2010, Mazzaropi assume como técnico no Futebol Clube Santa Cruz no Gauchão 2010.

Desde 2015, é comentarista esportivo na Grêmio Rádio Umbro, de Porto Alegre, veículo que transmite as partidas do Tricolor Gaúcho.

Recorde

Entre os anos de 1977 e 1978, Mazarópi conseguiu atingir a marca de 1816 minutos sem sofrer gol, um recorde mundial mais tarde premiado pela IFFHS.[4]

Títulos

Vasco
Rio de Janeiro Taça Guanabara: 1976 e 1977
Rio de Janeiro Campeonato Carioca de Futebol: 1977 e 1982
Brasil Campeonato Brasileiro: 1974
Coritiba
Paraná Campeonato Paranaense: 1979
Náutico
Pernambuco Campeonato Pernambucano: 1984
Grêmio
Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho: 1985, 1986, 1987, 1988, 1989 e 1990
Brasil Copa do Brasil: 1989
Brasil Supercopa do Brasil: 1990
Taça Libertadores.png Copa Libertadores:1983
Taça Mundial.png Mundial de Clubes: 1983

Banco de dadosEstatística do jogador Mazarópi

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
176
117
39
20
352
115
237
73.9%
Visitante
243
99
91
53
351
218
133
53.2%
Total
419
216
130
73
703
333
370
61.9%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos de Mazarópi pelo Grêmio

Estreia
Grêmio 2 x 0 Inter de Santa Maria - 16/06/1983
Último Jogo
São Paulo 0 x 0 Grêmio - 05/08/1990


Referências

Ligações externas