Hugo Eduardo de León Rodríguez

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Hugo de León
De León
Informações pessoais
Nome completo Hugo Eduardo de León Rodríguez
Data de nasc. 27 de fevereiro de 1958 (61 anos)
Local de nasc. Rivera, Uruguai Uruguai
Altura 1,87 m
Apelido El Hugo, El Patriarca, El Patrón,
Corazón de León, Capitão América
Informações profissionais
Posição ex-Treinador
(ex-Zagueiro)
Números no Grêmio como Jogador
Jogos Gols Média
242 11 0.05
  • A estatística pode estar incompleta.
Números no Grêmio como Treinador
Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
21 8               6               7 47.6%
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes de juventude
1975–1977 Uruguai Nacional-URU
Clubes profissionais
Anos Clubes
1977–1980
1981–1984
1984–1985
1986–1987
1987–1988
1988–1989
1989–1990
1990
1991
1991–1992
1992–1993
Uruguai Nacional-URU
Brasil Grêmio
Brasil Corinthians
Brasil Santos
Espanha Logroñés
Uruguai Nacional-URU
Argentina River Plate (emp.)
Uruguai Nacional-URU
Brasil Botafogo (emp.)
Japão Toshiba S.C.
Uruguai Nacional-URU
Seleção nacional
0000–1977
1979–1990
Uruguai Olímpico
Uruguai Uruguai
0029 0000(?)
0048 0000(?)
Times/Equipes que treinou
Anos Clubes
1996
1997
1998–2001
2004
2004
2005
Brasil Ituano
Brasil Fluminense
Uruguai Nacional-URU
México Monterrey
Uruguai Nacional-URU
Brasil Grêmio


Hugo Eduardo de León Rodríguez, mais conhecido como Hugo de León ou De León (Rivera, 27 de fevereiro de 1958), é um ex-treinador e ex-futebolista uruguaio, que atuava como zagueiro.

Juventude

Hugo de León iniciou a carreira no Nacional do Uruguai no ano de 1975, sendo já aos 17 anos o capitão do time. Menos de um ano de seu inicio, teve sua primeira convocação para a Seleção Olímpica do Uruguai. Em 1977 se sagrou campeão do Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 com a seleção de base e no mesmo ano já seria promovido ao time principal do Nacional do Uruguai.

Como Jogador

Após sua rápida ascensão, o zagueiro de León seria promovido ao time principal do Nacional no ano de 1977. Em seu primeiro ano como profissional se sagrou campeão do Campeonato Uruguaio. O zagueiro promissor ganharia mais um Campeonato Uruguaio em 1980, além da Copa Libertadores da América no mesmo ano.

O zagueiro uruguaio acabou despertando o interesse do Grêmio, sendo contratado pelo clube em 1981. No Imortal foi campeão do Campeonato Brasileiro de Futebol de 1981 e chegou a final do Campeonato Brasileiro em 1982.

Em 1983 foi um dos protagonistas das maiores conquistas do Grêmio até então, conquistando a Copa Libertadores da América de 1983, marcando três gols na competição e realizando atuações grandiosas que lhe renderam uma idolatria histórica para os gremistas. Na final da competição, acabou se machucando com a taça continental e sua imagem sangrando com a taça é ate hoje um dos símbolos do Grêmio.

Ainda no ano de 83 foi Campeão Mundial com o Grêmio, em partida realizada em Tóquio, no Japão, contra a equipe do Hamburgo. Foi bi-campeão mundial pelo Nacional e tri-campeão da Libertadores em 1988, na segunda das quatro passagens que teria pelo clube charrua.

Jogo em diversos outros clubes brasileiros como Corinthians, Santos e Botafogo. De 1989 até 1990 defendeu a equipe do River Plate, sendo Campeão Argentino de 1989-90.

Jogou ainda a Copa do Mundo pela Seleção Uruguaia de Futebol em 1990, chegando as oitavas-de-final da competição, onde os uruguaios foram eliminados pela Seleção Italiana, anfitriã da competição vencida pela Seleção Alemã em final contra a Seleção Argentina.

Números no Grêmio

242 jogos; 127 vitórias; 71 empates; 44 derrotas e 11 gols marcados.[1]

Como Treinador

Depois de sua quarta e última passagem pelo Nacional, onde se sagrou campeão uruguaio em 1992, decidiu se aposentar da carreira de jogador em 1993. Três anos mais tarde foi contratado como técnico da equipe brasileira do Ituano, que terminaria como quarta colocada no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Em 1997 foi anunciado como técnico do Fluminense, sendo demitido pelos maus resultados da equipe carioca.

De León voltou ao Nacional do Uruguai em 1998, dessa vez como técnico. Foi no clube charrua onde conseguiu suas maiores glorias como treinador, se sagrando tri-campeão do Campeonato Uruguaio em 1998, 2000 e 2001.

Em 2004 foi contratado pelo Monterrey do México, sendo demitido meses depois. Após isso retornaria ao Nacional pela quinta vez na carreira, todavia sem o sucesso de suas passagens anteriores.

No ano de 2005 foi anunciado como novo treinador do Grêmio, mas os resultados ruins da equipe gremista acabaram por causar sua demissão. Após sua saída do clube gaúcho, decidiu pela aposentadoria também na função de técnico.

Relação com o Grêmio

De León é considerado um dos maiores nomes da história do Grêmio, sendo que mantém até os dias atuais relação muito próxima ao clube. Em 2010, na disputa da Troféu Fronteira da Paz, a competição entre o Nacional e Grêmio no Uruguai teria seu nome, uma vez que era ídolo em ambos os clubes, mas a ideia acabou sendo descartada por problemas políticos.

Em 2010 Hugo de León foi o responsável por trazer a grama do Estádio Olímpico Monumental até a Arena do Grêmio[2], em ato simbólico que marcou o início das obras no novo estádio gremista. Sendo que em diversas oportunidades participa de eventos organizados pelo Grêmio.[3]

Títulos

Como jogador

Seleção Uruguaia
  • Uruguai Mundialito de Futebol: 1980
  • Venezuela Campeonato Sul-Americano Sub-20: 1977
Nacional
Grêmio
River Plate
  • Argentina Campeonato Argentino de Futebol: 1989-90

Como treinador

Nacional

Banco de dadosEstatística do jogador De León

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
113
67
29
17
196
71
125
67.8%
Visitante
129
60
42
27
177
114
63
57.4%
Total
242
127
71
44
373
185
188
62.3%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos de De León pelo Grêmio

Estreia
Grêmio 2 x 1 Galícia - 21/01/1981
Último Jogo
Internacional 2 x 0 Grêmio - 25/11/1984


Referências

  1. Agradecemos ao torcedor do Internacional e pesquisador esportivo Alvirubro, por informações contidas nesse artigo, que permitiram recuperar parte importante da história do Grêmio.
  2. Portal Terra. Torcida faz festa em início das obras de Arena do Grêmio Em 20/9/2010, às 18h11. Visitado em 06 de setembro de 2015.
  3. Fox Sports. Hugo de León participa de ação de marketing em loja do Grêmio Em 5/9/2013, às 18h31. Visitado em 06 de setembro de 2015.