Ronaldo de Assis Moreira

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Ronaldinho
Ronaldinho
Apresentação Elenco 2000
Informações pessoais
Nome completo Ronaldo de Assis Moreira
Apelido Ronaldinho Gaúcho
Data de nasc. 21 de março de 1980 (40 anos)
Local de nasc. Porto Alegre-RS, BRA
Nacionalidade Brasil
Informações profissionais
Função Meio-campo
Altura 1,80
Destro
Funções
Jogador
Jogador
Treinador
Treinador
Árbitro
Árbitro
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
139 68 0.49
  • A estatística pode estar incompleta.
Categorias de base
Anos Clubes
1987-1998 Brasil Grêmio
Clubes profissionais
Anos Clubes
1998-2001 Brasil Grêmio
2001-2003 França Paris Saint-Germain
2003-2008 Espanha Barcelona
2008-2010 Itália Milan
2011-2012 Brasil Flamengo
2012-2014 Brasil Atlético Mineiro
2014-2015 México Querétaro
2015 Brasil Fluminense
Seleção nacional de base
Anos Seleção Jogos (gols)
1996-1996 Brasil Brasil (Sub-17)    006      (002)
1999-1999 Brasil Brasil (Sub-20)    005      (003)
2000-2000 Brasil Brasil (Sub-23)    027      (018)
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
1999-2013 Brasil Brasil    100      (034)

Ronaldo de Assis Moreira, também conhecido como Ronaldinho (Porto Alegre-RS, BRA, 21 de março de 1980).

Icone Livro.png História

A relação da família 'Assis Moreira' com o Grêmio se iniciou por volta de 1982, quando João da Silva Moreira (36), gremista fanático e soldador de profissão, precisando de uma renda extra para ajudar em casa, começou a trabalhar como guardador de carros no pátio do Estádio Olímpico. João foi um meia-direita que jogava nos campos de várzea da capital, morava numa casa de madeira na rua Jerolomo Minuzzo no bairro Vila Nova em Porto Alegre[1], com sua esposa Miguelina Elói de Assis Moreira (33), e seus três filhos: Roberto de Assis Moreira (11), Deisi de Assis Moreira (7) e Ronaldo de Assis Moreira (2).

Conforme foi fazendo contatos no Olímpico, João foi trazendo seu filhos para jogar no clube. O primeiro foi Roberto, com 11 anos, que chegou para jogar na Escolinha do Grêmio. Rapidamente, o garoto se destacou jogando como meia-armador. Em 1985, com 14 anos, Roberto foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-15.

Como Roberto estava se adaptando bem ao clube, era chegada a hora de João trazer seu segundo filho para a Escolinha do Grêmio. O caçula Ronaldo brilhava no campo do Piriquito, no Bairro Vila Nova, em Porto Alegre. Chegou no Grêmio chamando a atenção de todos, com seus dribles desconcertantes, e seu jeito irreverente de comemorar os gols. Estava iniciada a relação de Ronaldinho com o Grêmio.

Escolinha do Grêmio

Ronaldinho tinha sete anos quando começou a jogar na Escolinha do Grêmio em 1987. Desde os primeiros jogos, demonstrou muita habilidade com a bola, como se pode ver em vídeos que circulam pela internet. Ele tinha como ídolo o seu irmão Roberto, que se destacava no Sub-17 do Grêmio, vestia a camisa 10 da Seleção Brasileira na Copa do Mundo Sub-17, e já era chamado de Assis. Ronaldinho também se espelhava no meia Valdo, titular do Grêmio.

A mansão no Guarujá

Em janeiro de 1988, o irmão Assis disputou o Sul-Americano com a Seleção Brasileira Sub-20, foi promovido ao profissional do Grêmio, e como é normal no futebol, surgiram alguns empresários interessados no futebol da jovem promessa. Os italianos abordaram João, incentivando-o a levar Assis para jogar nas categorias de base do Torino, da Itália.

Assis veste a camisa do Torino.

A "fofoca" rolou pelos corredores do Olímpico, e com medo de perder o garoto promissor, a diretoria gremista assinou um contrato com valores altos para a época, e presenteou a família 'Assis Moreira' com uma mansão na Rua Murá, nº 215, no bairro Guarujá, em Porto Alegre[1], com piscina e tudo que se tem direito.

A perda do pai

Em janeiro de 1989, com oito anos de idade, Ronaldinho teve que lidar com a perda de seu pai. João passou mal na piscina, foi levado ao hospital, onde ficou por dois dias, e acabou falecendo aos 42 anos. Ronaldinho recebeu apoio de sua mãe, irmã e de seu irmão mais velho como figura paterna. Seu irmão Assis, conquistou a titularidade em 1989 no profissional do Grêmio, e também disputou a Copa do Mundo Sub-20, com a Seleção Brasileira.

Categorias de base

Ronaldinho jogou na Escolinha do Grêmio até alcançar a idade das Categorias de Base do tricolor. Foi passando pelo Sub-13, onde existe um boato que ele marcou todos os gols de uma vitória por 23 a 0, depois Sub-15, até que recebeu a notícia da convocação para a Seleção Brasileira Sub-15. O treinador Toninho Barroso[2] o escalou como titular no amistoso contra a Inglaterra. Vestindo a camisa 10, Ronaldinho não foi brilhante no estádio de Wembley, em Londres. A Inglaterra venceu por 1 a 0, gol de Michael Owen. Perto de completar 17 anos, ele foi chamado pela diretoria tricolor para assinar seu primeiro contrato. A assinatura aconteceu no dia 1º de fevereiro de 1997, com data final em 31 de janeiro de 1998. No mês seguinte, em março de 1997, ainda com 16 anos, Ronaldinho conquistou o Sul-Americano Sub-17, com a Seleção Brasileira, garantindo vaga para a Copa do Mundo Sub-17, que viria a ser disputada no Egito, em setembro daquele ano. A Copa do Mundo Sub-17 foi uma vitrine perfeita para o camisa 10 mostrar todo o seu talento, chamar a atenção da mídia e cair nas graças do torcedor gremista. O Brasil foi campeão do Mundo e o planeta da bola conheceu Ronaldinho.

Início no Profissional

1998

O ano de 1998 mudou a vida de Ronaldinho. Todo jogador de 17 anos, espera passar do Sub-17 para o Sub-20, mas não foi assim com o filho do seu João. O treinador do Grêmio Sebastião Lazaroni.[3] decidiu promover Ronaldinho do Sub-17, direto para o profissional, e o levou para a pré-temporada em Canela. Ainda com 17 anos, Ronaldinho foi o destaque dos amistosos em Canela. Entrou no segundo tempo, distribuiu dribles para a alegria da torcida, e fez um gol mostrando sua categoria. Atenta aos fatos, já que o contrato do meia se encerraria no dia 31 de janeiro, a diretoria tricolor agiu rapidamente, e no dia 16 de fevereiro de 1998 renovou o contrato do jovem craque por mais três anos, até 15 de fevereiro de 2001.

Assim ficaram definidos os aumentos salariais de Ronaldinho nos três anos de contrato com o Grêmio:

Clube Salário Salário Salário
16/fev/98 a 15/fev/99 16/fev/99 a 15/fev/00 16/fev/00 a 15/fev/01
Grêmio R$ 20.000,00 R$ 30.000,00 R$ 45.000,00
Ronaldinho comemora gol com Loco Abreu.

Sua estreia em jogos oficiais foi no Olímpico, na vitória de 1 a 0 do Grêmio contra o Vasco, na 1ª rodada da Libertadores. Sua habilidade e velocidade deixaram uma boa impressão para a torcida gremista, que se encheu de esperança para ter mais um ano com títulos. Porém, os títulos não vieram, e 1998 foi a primeira temporada sem conquistas desde 1992. Ronaldinho ainda teve que lidar com o treinador Celso Roth, que preferia deixá-lo no banco de reservas.

1999

O ano começou na Argentina, com a disputa do Sul-Americano Sub-20. O camisa 11 da Seleção Brasileira fez 3 gols, e levou o Brasil ao 3º lugar na competição, garantindo vaga na Copa do Mundo Sub-20, que viria a ser disputada em abril daquele ano, na Nigéria. A Seleção chegou às quartas-de-final da Copa do Mundo Sub-20, sendo eliminada pelo Uruguai. Ronaldinho vestiu a camisa 7, e teve que se acostumar a ser substituído pelo seu colega de Grêmio, Rodrigo Gral.

De volta ao Tricolor, a dupla ajudou o Grêmio a conquistar dois títulos: a Copa Sul e o Campeonato Gaúcho. Ronaldinho foi o artilheiro do Gauchão, com 15 gols, inclusive, fazendo o gol do título. Seus dribles no volante Dunga, na final contra o Internacional, viraram destaque em vários telejornais pelo mundo afora. E também chamou a atenção do treinador da Seleção Brasileira, Vanderlei Luxemburgo, que convocou Ronaldinho, com 19 anos, para a Copa América, na vaga do acatante Edílson, cortado por ter provocado e se envolvido em uma briga pelo Corinthians na final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras.

Logo na 1ª rodada da Copa América, Ronaldinho entra contra a Venezuela, e se consagra ao marcar um golaço de placa, que você já deve ter assistido um milhão de vezes: "Olha o que ele fez, olha o que ele fez, olha o que ele fez, olha o que ele fez, gooooooollllllll." - Galvão Bueno, narrador da Rede Globo. Com certa facilidade, o Brasil foi campeão da Copa América, sobrando em campo.

Na sequência, a Seleção Brasileira foi vice-campeã da Copa das Confederações, no México. Ronaldinho foi o artilheiro da competição com 6 gols em 5 jogos.

2000

Mais uma vez Ronaldinho começou o ano vestindo a camisa da Seleção Brasileira. Dessa vez, em Londrina, no Pré-Olímpico, o camisa 7 arrebentou fazendo 9 gols em 7 jogos, levando o Brasil ao título, e garantindo a vaga nas Olimpíadas, que viriam a ser disputadas em setembro daquele ano, em Atenas, na Grécia. Ronaldinho não brilhou, a Seleção de Luxemburgo não desencantou, e o Brasil ficou em 7º lugar nas Olimpíadas, sendo eliminado por Camarões nas quartas-de-final.

Em duas oportunidades, no dia 2 de maio e no dia 2 de junho, o clube procurou o jogador para renovar o contrato (que terminaria em 16 de fevereiro de 2001) e dobrar o salário para R$ 90 mil mensais. O clube informou que Ronaldinho não aceitou o pedido de renovação.

O Brasileirão daquele ano, chamado de Copa João Havelange, serviu como uma luva para o camisa 10. Com 20 anos, ele deslanchou a driblar todo mundo, a fazer jogadas inacreditáveis, e a empilhar gols de falta. No final das contas, fez 14 gols em 21 jogos, e conquistou o Prêmio Bola de Prata da Revista Placar, como 2º melhor atacante, atrás apenas de Romário.

Com o destaque mundial de Ronaldinho, propostas chegavam a todo momento ao Grêmio. A diretoria tricolor insistia em mantê-lo no clube, fazendo questão de, inclusive, colocar uma faixa no Olímpico dizendo que o craque não estava à venda.

2001

Com contrato a terminar em 15 de fevereiro de 2001, Ronaldinho se apresenta normalmente para a pré-temporada no Grêmio. Mas nos bastidores do Olímpico, já corriam os "burburinhos" de que o camisa 10 teria assinado um pré-contrato com o Paris Saint-Germain, sem o aval do clube. A família 'Assis Moreira' havia chegado a conclusão de que estava na hora de ir para a Europa. Ronaldinho jogou três partidas, fez dois gols, e se desligou do clube no início de fevereiro, poucos dias antes do final do contrato. Deu-se início a uma longa batalha judicial entre o Grêmio e o clube francês, o que deixou o camisa 10 parado durante meses, voltando a jogar só em agosto, pelo Paris Saint-Germain.

PSG paga ao Grêmio

No dia 13 de fevereiro de 2002[4], o Paris Sant-Germain pagou ao Grêmio 4 milhões e 790 mil euros (cerca de 10 milhões e 700 mil reais) pela transferência do meia-atacante Ronaldinho. Isso pôs fim ao conflito entre os dois clubes. O PSG se comprometeu ainda a dar 5% de uma futura venda do jogador. No início da negociação, o Grêmio pretendia receber 6 milhões e 100 mil euros pelo jogador. Segundo o acordo fechado pelos dois clubes, eles se comprometeram a abandonar todos os processos judiciais abertos o que, entre outras coisas, obrigavam Ronaldinho a viajar constantemente ao Brasil. Os problemas econômicos vividos pelo Grêmio foram outro fator decisivo para o acordo entre os dois clubes.

Estatística do Grêmio quando Ronaldinho jogou

Ronaldinho disputou 139 partidas e marcou 68 gols pelo Grêmio, contando partidas oficiais e amistosos. Conquistou dois títulos: Copa Sul (1999) e Campeonato Gaúcho (1999). Alguns o consideram a maior revelação do Grêmio desde Renato Portaluppi.

Clube Temporada Campeonato
Brasileiro
Competições
nacionais[a]
Competições
continentais[b]
Campeonato
Gaúcho
Total[c]
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Grêmio 1998 14 1 2 0 15 3 2 7 2 38 6 2
1999 17 4 9 1 4 2 17 15 47 22
2000 21 14 3 3 13 11 37 28
2001 3 2 3 2
Total 52 19 17 6 19 5 2 37 28 125 58 2

Títulos

Grêmio

Paris Saint-Germain
  • União Européia Copa Intertoto da UEFA: 2001
  • Espanha Trofeo de la Ceramica : 2001
Barcelona
Milan
Flamengo
  • Rio de Janeiro Campeonato Carioca: 2011
  • Rio de Janeiro Taça Guanabara: 2011
  • Rio de Janeiro Taça Rio: 2011
Atlético Mineiro
Querétaro
  • México Copa El Rancho: 2015

Seleção Brasileira

  • FIFA Copa do Mundo: 2002
  • FIFA Copa das Confederações: 2005
  • FIFA Campeonato Mundial Sub-17: 1997
  • Comitê Olímpico Internacional Jogos Olímpicos: Medalha de bronze em 2008
  • CONMEBOL Copa América: 1999
  • CONMEBOL Superclássico das Américas: 2011

Prêmios individuais

Prêmios individuais

  • Revelação do ano no Gauchão: 1999
  • Bola de Ouro da Copa das Confederações: 1999
  • Chuteira de Ouro da Copa das Confederações: 1999
  • Bola de Prata da Revista Placar: 2000
  • All-Star Team da Copa do Mundo da FIFA: 2002
  • Melhor Jogador do Mundo pela FIFA: 2004, 2005
  • Melhor Jogador do Mundo pela World Soccer: 2004, 2005
  • Melhor Jogador do Mundo pela FIFPro: 2005, 2006
  • Melhor jogador estrangeiro da La Liga: 2003–04, 2005–06
  • Troféu EFE: 2003–04
  • Atacante do ano da UEFA: 2004–05
  • Ballon d'Or: 2005
  • Onze d'Or: 2005
  • Jogador do ano da UEFA: 2005–06
  • Bola de Bronze da Copa das Confederações: 2005
  • Bola de Bronze da Copa do Mundo de Clubes: 2006
  • Jogador da Década da Revista World Soccer: 2009
  • Prêmio Golden Foot: 2009
  • Melhor atacante do Campeonato Carioca: 2011
  • Craque da Galera do Brasileiro: 2012
  • Craque do Ano Troféu Telê Santana: 2012
  • Melhor Meia - Troféu Guará: 2012
  • Craque do Ano - Troféu Guara: 2012
  • Bola de Ouro da Revista Placar: 2012
  • Melhor jogador do Campeonato Mineiro: 2013
  • Futebolista Sul-Americano do Ano: 2013
  • Melhor jogador da Copa Libertadores: 2013
  • Décimo melhor jogador da História do Campeonato Francês: 2016
  • Prêmio de Trajetória Esportiva (Mundo Desportivo): 2016

Artilharias

  • Campeonato Gaúcho de 1999: (15 gols)
  • Copa das Confederações de 1999: (6 gols)
  • Torneio Pré-Olímpico Sub-23: 2000 (9 gols)
  • Taça Rio de 2011: (2 gols)
  • Copa do Mundo de Clubes de 2013: (2 gols)

Coletivos

Vídeo: 56 Gols de Ronaldinho pelo Grêmio

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
70
43
14
13
134
70
64
68.1%
Visitante
69
18
23
28
83
106
-23
37.2%
Total
139
61
37
41
217
176
41
52.8%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Guarani de Venâncio Aires 0 x 0 Grêmio - 24/01/1998
Último Jogo
América-MG 4 x 3 Grêmio - 31/01/2001


Banco de dados.png

Referências

  1. 1,0 1,1 História de Ronaldinho esporte.uol (02 de junho de 2006). Visitado em 26 de janeiro de 2017.
  2. Ronaldinho convocado para a Seleção Brasileira Sub-15 (01/11/2012). Visitado em 30/11/2016.
  3. Primeiro treinador profissional de Ronaldinho, Lazaroni já previa sucesso do meia (02/02/2011). Visitado em 08/06/2015.
  4. PSG paga por Ronaldinho e encerra batalha com o Grêmio (13/02/2002). Visitado em 29/11/2016.