Miller Alejandro Bolaños Reasco

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Bolaños
Bolaños
Divulgação Temporada 2017
Informações pessoais
Nome completo Miller Alejandro Bolaños Reasco
Data de nasc. 01 de junho de 1990 (30 anos)
Local de nasc. Esmeraldas, EQU
Nacionalidade Equador
Informações profissionais
Função Atacante
Registro CBF 541503
Altura 1,70m
Peso 65kg
Destro
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
45 15 0.33
  • A estatística pode estar incompleta.
Categorias de base
Anos Clubes
2003-2006 Equador Caribe Junior
Clubes profissionais
Anos Clubes
2006-2008 Equador Barcelona de Guayaquil
2009-2013 Equador LDU Quito
2012-2013 Estados Unidos da América Chivas USA (emp.)
2013-2015 Equador Emelec
2016-2019 Brasil Grêmio
2017-2018 México Tijuana (emp.)
2019-2020 México Tijuana
2020 China Shanghai Shenhua
Seleção nacional de base
Anos Seleção Jogos (gols)
2007-2007 Equador Equador (Sub-17)       
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
2015-2019 Equador Equador       

Miller Alejandro Bolaños Reasco, também conhecido como Bolaños (Esmeraldas, EQU, 01 de junho de 1990).

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
25
13
9
3
42
15
27
64%
Visitante
20
5
7
8
15
24
-9
36.7%
Total
45
18
16
11
57
39
18
51.9%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.


Icone Livro.png História

Bolaños começou sua carreira na base do Club Deportivo Caribe Junior de Lago Agrio. Se destacava como grande goleador das equipes de base, conquistando a artilharia em diversos torneios. Jogou como atleta de base de 2003 até o ano de 2005, quando foi transferido para o Barcelona de Guayaquil.

Barcelona de Guayaquil

Em 2006 Bolaños se transferiu para o Barcelona de Guayaquil, jogando um período na base do clube equatoriano. Participou de apenas sete jogos na equipe principal em 2006, em 2007 jogou 15 partidas, fato que se repetiu em 2008. Após não se firmar no time do Barcelona, onde era reserva e não recebeu sequência de jogos, se transferiu para a LDU Quito em 2009.

LDU Quito

Na LDU Quito Bolaños conseguiu maior sequência de jogos, participando de 24 partidas e marcando 7 gols. Em 2009 foi campeão da Copa Sul-Americana e Recopa Sul-Americana, em jogo contra o Internacional.

Em 2010 sagrou-se campeão equatoriano, seu primeiro campeonato nacional conquistado. Ainda naquele ano se tornou bicampeão da Recopa Sul-Americana, seu terceiro título internacional. Entre 2010 e 2011, Bolaños participou de 61 jogos, marcando apenas 14 gols. Com atuação fraca, a LDU Quito decidiu emprestar o jogador ao Chivas USA, filial da equipe mexicana do Chivas nos Estados Unidos, em 2012.

Chivas USA

Na equipe do Chivas USA, Bolaños jogou 25 jogos em 2012, marcando apenas 3 gols. Com passagem apagada na temporada anterior, jogou apenas 6 jogos em 2013, antes de se transferir para o Emelec no mesmo ano.

Emelec

Em sua volta para o Equador, jogou apenas 9 partidas em 2013 pelo Emelec, marcando 1 gol, mas, mesmo assim, a equipe equatoriana conquistou o campeonato nacional e Bolaños seu segundo título na competição.

O ano de 2014 foi a redenção para o jogador, com a sequência no time, pode mostrar seu futebol, sendo um dos principais jogadores da equipe do Emelec no campeonato nacional. Em 36 jogos marcou 19 gols, terminando como vice-artilheiro do Campeonato Equatoriano, um a menos que o goleador da competição. Ainda em 2014, conquistaria seu terceiro Campeonato Equatoriano, bem como se sagraria artilheiro da Copa Sul-Americana, com 5 gols.

Em 2015 repetiu o sucesso do ano anterior, foi artilheiro do Campeonato Equatoriano, marcando 25 gols em 34 jogos. Na Copa Sul-Americana foi novamente o goleador da competição, marcando 5 gols. Ao todo, marcou 42 gols em 58 jogos em 2015, sendo o 6º maior artilheiro do futebol mundial no referido ano.

Grêmio

Em 7 de fevereiro de 2016, Bolaños foi vendido pelo Emelec ao Grêmio por U$ 5 milhões. O jogador e o Imortal firmaram contrato até 2019. Em 2 de março de 2016 estreou pelo Grêmio na goleada sobre a LDU Quito por 4x0, marcando um dos gols da vitória.

Logo em seu segundo jogo com a camisa tricolor, disputou o Gre-Nal n.º 409. Em um dos lances da partida sofreu falta do lateral-direito colorado William, restando com fratura na mandíbula em dois pontos, o que não significou sua saída imediata de campo, uma vez que resistiu até o intervalo da partida. Bolaños ficou afastado por mais de trinta dias dos campos, sendo submetido a uma cirurgia para reconstrução da mandíbula.[1][2]

No dia 07 de Dezembro de 2016, entrou nos minutos finais da decisão entre Grêmio e Atlético Mineiro, e fez o gol do pentacampeonato gremista na Copa do Brasil. O gol garantiu o empate do Grêmio em 1 a 1, que junto com a vitória por 3 a 1 na primeira partida, fora de casa, garantiu o título e o fim do jejum de 15 anos sem títulos de expressão nacional para o clube gaúcho. Miller marcou o primeiro e o último gol da campanha do penta em 2016.

Pelo Tricolor marcou gol no Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores.

Tijuana

Em meados de 2017, Miller assinou contrato com o Tijuana de México.

Shanghái Shenhua

Após alguns problemas internos em Tijuana, em 11 de setembro de 2020, foi anunciada sua contratação pelo Shanghai Shenhua da China.

Títulos

LDU
Emelec
  • Equador Campeonato Equatoriano de Futebol: 2013 e 2014
Grêmio

Prêmios individuais


Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Grêmio 4 x 0 LDU Quito - 02/03/2016
Último Jogo
Grêmio 0 x 2 Avaí - 09/07/2017


Banco de dados.png

Referências

  1. Muita polêmica, pouco futebol: o Gre-Nal 409 em 10 momentos Zero Hora (6 de março de 2016). Visitado em 30 de abril de 2016.
  2. Saldanha, Marinho (7 de março de 2016). Boca solta e problema para comer: os detalhes da 'lesão de MMA' de Bolaños Uol.com.br. Visitado em 30 de abril de 2016.