Grenal

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
(Redirecionado de Gre-Nal)
Ir para: navegação, pesquisa

Grenal
Grêmio x Internacional
Grêmio x Internacional


Grenal é o duelo entre os clubes brasileiros de futebol Grêmio e Internacional, que já se enfrentaram 428 vezes desde o ano de 1909. É o clássico mais tradicional e de maior rivalidade entre dois clubes de futebol no estado do Rio Grande do Sul, já que reúne duas instituições esportivas centenárias da cidade de Porto Alegre.

Em outubro de 2008, jornalistas nacionais e internacionais foram consultados pela revista Trivela e elegeram o Grenal como o "maior clássico do Brasil",[1] isso porque o Grenal praticamente divide ao meio todo o estado do Rio Grande do Sul. Em abril de 2016, a revista inglesa FourFourTwo classificou o clássico como o maior do Brasil e o oitavo maior do mundo.[2]

Grafia

Há uma controvérsia sobre a grafia correta da expressão. Alguns colorados, querendo destacar o nome do Internacional, preferem escrever GreNal ou Gre-Nal. Entretanto, GreNal é uma forma que não faz sentido em qualquer regra de grafia, já que não existe maiúscula no interior da palavra. A forma Gre-Nal reproduz a fórmula adotada por outros clássicos do futebol brasileiro, como Fla-Flu, San-São, Ba-Vi etc., mas a maiúscula na partícula "nal" não se justifica por não se tratar da sílaba inicial do nome do clube (InternacioNAL), ao contrário de FLUminense, SÃO Paulo ou VItória. Quanto ao uso do hífen, se "nal" é uma terminação, é mais lógico que ela seja aglutinada à partícula inicial, sem hífen, como no caso de outros clássicos brasileiros: Atletiba, Paratiba etc.

Seguindo este raciocínio, a grafia mais recomendada é justamente Grenal, conforme as três edições do mais importante livro sobre o clássico: "A História dos Grenais", de David Coimbra, Nico Noronha, Mário Marcos de Souza e Carlos André Moreira (edições de 1994, 2004 e 2009). Apesar disso, a forma Gre-nal segue sendo utilizada por boa parte da imprensa, tanto gaúcha[3][4] como do resto do Brasil.[5]

Histórico

A expressão Grenal surgiu em 1926, quando o jornalista Ivo dos Santos Martins (torcedor do Grêmio), cansado de escrever por extenso os longos nomes dos clubes, criou o termo.[6] Já o ex-governador do Rio Grande do Sul e patrono do Internacional, Ildo Meneghetti, definiu o clássico de forma tautológica: "Grenal é Grenal." [7]

Publicações sobre o clássico Grenal

Livros
  • NEY, José: Grenal - História. Editora Grafosul, 1977.
  • COIMBRA, David; NORONHA, Nico; SOUZA, Mário Marcos de & MOREIRA, Carlos André. A História dos Grenais. Porto Alegre: L&PM Editores, 2009, 325 p. ISBN 8525424447
  • KALUNGA. Grenalzinho é sempre Grenalzinho. Caxias do Sul: Editora Maneco, 2011, 136 p. ISBN 978-85-7705-152-6

Referências

  1. Grenal é eleito clássico mais disputado do país, segundo revista Zero Hora, acessado em 13 de setembro de 2009
  2. Revista inglesa aponta Gre-Nal como oitavo maior clássico do mundo Correio do Povo, acessado em 29 de abril de 2016
  3. Com um gol a cada 37 minutos em clássicos, Viçosa vira o Homem Gre-nal de 2011 (8 de maio de 2011). Visitado em 10 fev. 2012.
  4. Acompanhe o clássico Gre-nal 385 (1º maio 2011). Visitado em 10 fev. 2012.
  5. Opostos, Tinga e Fernando escancaram: Gre-nal pode salvar o semestre (7 de maio de 2011). Visitado em 10 fev. 2012.
  6. Carpeggiani e Renato Gaúcho "duelam" sobre Grenal (17 jul. 2009). Visitado em 10 fev. 2012.
  7. Grenal não é Grenal (25 out. 2011). Visitado em 10 fev. 2012.