Edi Wilson José dos Santos

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Dinho
Dinho
Informações pessoais
Nome completo Edi Wilson José dos Santos
Data de nasc. 15 de outubro de 1966 (53 anos)
Local de nasc. Neópolis-SE, Brasil
Nacionalidade Brasil
Altura 1,78m
Destro
Apelido Cangaceiro
Informações profissionais
Posição Volante
Números no Grêmio como Jogador
Jogos Gols Média
148 25 0.17
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1985-1986
1986-1991
1991-1992
1992-1993
1994
1995-1997
1998-2000
2002
Brasil Confiança
Brasil Sport
Espanha La Coruña
Brasil São Paulo
Brasil Santos
Brasil Grêmio
Brasil América Mineiro
Brasil Novo Hamburgo
Seleção nacional
1993 Brasil Seleção Brasileira 000 0 00000 (0)



Edi Wilson José dos Santos, mais conhecido como Dinho (Neópolis-SE, 15 de outubro de 1966), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante, defendeu o Grêmio de 1995 até 1997.

Carreira

Como jogador

Iniciou sua carreira de atleta em 1985, na Associação Desportiva Confiança, clube da cidade de Aracaju. Em 1986, foi campeão sergipano e depois se transferiu para o Sport Club do Recife, onde sagrou-se campeão brasileiro em 1987 e campeão pernambucano em 1988 e 1990. No início da década de 90, atuou brevemente no futebol espanhol pelo time do La Coruña[1].

Em 1992, chegou ao São Paulo Futebol Clube, equipe onde conquistou dois títulos da Copa Libertadores da América e dois Mundial Interclubes, em 1992 e 1993[2]. Segundo o "Almanaque do São Paulo", de Alexandre da Costa, o volante disputou 113 jogos pelo time são-paulino e marcou 12 gols.[3]

Foi negociado com o Santos Futebol Clube, em 1994, mas não conseguiu adaptar-se ao clube praiano.[4] Então, no mesmo ano, o Grêmio contratou Dinho. O jogador se adaptou rapidamente ao clube gaúcho. No Tricolor, venceu uma Copa do Brasil, uma Libertadores da América, a Recopa Sul-Americana de 1996, além do Campeonato Brasileiro deste mesmo ano. No âmbito regional, venceu o Campeonato Gaúcho de Futebol de 1995 e de 1996.[5]

Dinho também era conhecido como "O Cangaceiro dos Pampas", por causa de suas chegadas duras, algumas vezes consideradas violentas pela mídia. É reconhecido pela maioria dos gremistas como um dos melhores jogadores que já passaram pelo Grêmio, sendo fundamental na conquista da Copa Libertadores da América. Eis aqui um relato do jogador Dinho: "Não gosto de ver esse Robinho, que pedala e não sai do lugar. Pra que isso? Se for em direção ao gol, tudo bem, mas pedalar por pedalar… Se fosse comigo, se ele pedalasse na minha frente, eu dava uma machadada no pescoço dele. Ele não ia se meter comigo, pode acreditar. Pergunta pro Denílson, pro Sávio e pro Edmundo, que são habilidosos e jogavam no meu tempo. Vê se eles faziam firula na minha frente."[6]

Na temporada 1998, foi para o América-MG. Encerrou sua trajetória como jogador profissional no Esporte Clube Novo Hamburgo, no ano de 2002[7].

Como técnico

Após pendurar as chuteiras, não abandonou o futebol, iniciando sua trajetória como treinador[8]. Na temporada 2006 assumiu o Luverdense Esporte Clube[9], equipe do Mato Grosso, onde ficou até maio do mesmo ano[10]. Em 2008 passou a comandar as categorias de base do Grêmio[11].

Títulos

Confiança
  • Sergipe Campeonato Sergipano: 1986
Sport
São Paulo
Grêmio

Banco de dadosEstatística do jogador Dinho

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
77
60
11
6
198
63
135
82.7%
Visitante
71
25
21
25
106
91
15
45.1%
Total
148
85
32
31
304
154
150
64.6%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos de Dinho pelo Grêmio

Estreia
Grêmio 4 x 0 Esportivo - 01/02/1995
Último Jogo
Fluminense 0 x 2 Grêmio - 08/11/1997


Referências