Gustav Johannes Friederich Mohrdieck

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Mohrdieck
Mohrdieck

Gustav Johannes Friederich Mohrdieck
Atleta laureado.png Atleta Laureado


Informações pessoais
Nome completo Gustav Johannes Friederich Mohrdieck
Data de nasc. 10 de outubro de 1889
Local de nasc. Hamburgo, ALE
Nacionalidade Alemanha
Falecido em 1976 (87 anos)
Funções
Jogador
Jogador
Treinador
Treinador
Árbitro
Árbitro
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
78 20 0.26
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1908-1910 Alemanha Victoria
1911-1917 Brasil Grêmio
1919-1920 Brasil Grêmio
Equipes que treinou
Anos Clubes
1915 Brasil Grêmio

Gustav Johannes Friederich Mohrdieck, também conhecido como Mohrdieck (Hamburgo, ALE, 10 de outubro de 1889 -  BRA, de 1976).

Icone Livro.png História

Mohrdieck nasceu em Hamburgo, em 1889, um dos cinco filhos do casal Berta e Claus. Com 20 anos, em início de carreira, conheceu um colega que retornara de um período em Porto Alegre e aceitou o convite para trabalhar por um período de três anos na firma de fazendas e armarinhos FG Bier & Cia, posteriormente Bier & Ullmann, com sede na Rua Voluntários da Pátria. Da Alemanha, Mohrdieck partiu em 8 de setembro de 1910, no vapor Sigmund, da Companhia Hamburguesa de Navegação. Seu desembarque e imigração foi efetuado em Rio Grande, de onde seguiu, no vapor Vênus, a Porto Alegre, aonde chegou no dia 2 de novembro.

No ano seguinte à sua chegada, Mohrdieck foi levado por seu conterrâneo Bruno Schuback ao Grêmio. Ambos tinham experiência com o futebol, tendo Mohrdieck atuado no Victoria e Schuback no Germania, quando ainda estavam em Hamburgo. Juntos, acabaram formando uma grande dupla de zaga. Ambos desenvolveram uma amizade muito significativa, encerrada apenas com o falecimento de Schuback. Mohrdieck e Schuback também eram concunhados, visto que se casaram com duas das filhas de John William Day, respectivamente, Elsa e Eda. Uma terceira irmã, Valesca, casou-se com Carlos Mostardeiro.

Com sua experiência, em especial na questão técnica, Mohrdieck contribuiu para o aperfeiçoamento do futebol gremista. Atuava em praticamente todas as partidas, tendo apenas se afastado ao longo da temporada de 1918, por motivo de saúde. Foi seis vezes campeão citadino pelo Grêmio. Participou de partidas históricas, como as contra o selecionado uruguaio, em 1912, e contra as seleções paulista e carioca, em 1913. Por sua atuação dentro e fora de campo, foi um dos primeiros atletas a receber a honraria de atleta laureado do Grêmio.

Durante toda a sua carreira no Grêmio, manteve-se fiel ao amadorismo. Depois de seu emprego inicial na FG Bier, ainda em 1912, passou a trabalhar na Broomberg SA. De lá saiu em 1919 para, junto com seu colega Ernesto Hanssen, inaugurar o Bazar A Tricolor, especializado em artigos para jogos e esportes. Deixou o empreendimento em 1924 para trabalhar na firma de Germano Lemcke, onde permaneceu por muitas décadas, até sua aposentadoria.

Em 1961, seu irmão Guilherme foi quem recepcionou a delegação gremista em sua chegada a Hamburgo. Permaneceu ligado ao Grêmio ao longo de toda a sua vida, tendo sido membro do conselho deliberativo e do conselho fiscal, além de locatório de cadeiras no Estádio e no Ginásio Olímpico. Com Elsa Day, teve três filhos, Carlos, Bruno e Gerda.[1]

Títulos

Ligações externas

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
63
47
7
9
315
80
235
78.3%
Visitante
15
10
1
4
55
23
32
68.9%
Total
78
57
8
13
370
103
267
76.5%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Grêmio 10 x 1 7 de Setembro - 28/05/1911
Último Jogo
Grêmio 1 x 1 EC Nacional de São Leopoldo - 07/11/1920


Banco de dados.png

Referências

  1. Revista do Grêmio n. 49, 1970.