Adenor Leonardo Bachi

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para navegação Ir para pesquisar

Tite
Tite

Adenor Leonardo Bachi


Informações pessoais
Nome completo Adenor Leonardo Bachi
Data de nasc. 25 de maio de 1961 (61 anos)
Local de nasc. Caxias do Sul-RS, Brasil
Nacionalidade Brasil
Informações profissionais
Função Treinador
Funções
Jogador
Jogador
Treinador
Treinador
Árbitro
Árbitro
Equipes que treinou
Anos Clubes
1990 Brasil Guarany de Garibaldi (Prep. Físico)
1990-1991 Brasil Guarany de Garibaldi
1991 Brasil Caxias
1992-1995 Brasil Veranópolis
1996 Brasil Ypiranga
1996 Brasil Veranópolis
1997 Brasil Juventude
1998 Brasil Veranópolis
1999-2000 Brasil Caxias
2001-2003 Brasil Grêmio
2003-2004 Brasil São Caetano
2004-2005 Brasil Corinthians
2005 Brasil Atlético Mineiro
2006 Brasil Palmeiras
2007 Emirados Árabes Unidos Al Ain
2008-2009 Brasil Internacional
2010 Emirados Árabes Unidos Al-Wahda
2010-2013 Brasil Corinthians
2015-2016 Brasil Corinthians
2016-atual Brasil Brasil

Adenor Leonardo Bachi, também conhecido como Tite (Caxias do Sul-RS, Brasil, 25 de maio de 1961).

Icone Livro.png História

O início no Guarany de Garibaldi

Sem condições físicas para continuar atuando pelo Guarani de Campinas-SP, o então camisa 8 recebeu uma proposta para tentar adiar o fim da carreira em Garibaldi-RS. Após dois amistosos ficou claro que Tite estava impossibilitado de prosseguir dentro das quatro linhas. Virou preparador físico e se tornou técnico, após a saída de Celso Freitas. Das quatro partidas restantes da temporada, venceu duas e empatou duas.

Primeira passagem Caxias

De volta ao clube que o revelou, agora como treinador, Tite assumiu a casamata em 1991, mas apenas por 11 jogos, conquistando três vitórias.

Segunda passagem Caxias e título Gaúcho

O retorno como técnico a Caxias do Sul marcou o primeiro título importante. O Campeonato Gaúcho de 2000, sobre o Grêmio, destacou Tite no cenário nacional. Na segunda passagem foram 115 partidas, sendo 53 delas com vitória.[1]

Grêmio

No início de 2001 o Grêmio ainda contava com Ronaldinho no elenco. No ano anterior, sob o comando de Celso Roth, o tricolor havia sido eliminado nas semifinais da Copa João Havelange, como foi chamado o Campeonato Brasileiro daquela temporada. Mesmo com o jovem craque, não foi possível para o time do Olímpico parar a sensação do começo do milênio, o São Caetano, que acabaria como vice-campeão nacional. A direção gremista decidiu que era o momento de um novo comandante na casamata, e foi quando entraram em contato com Falcão, ídolo do Internacional. Ele conta porque não aceitou e o que sugeriu:[2]

Ainda em 2000 o então treinador do Caxias foi escolhido, após recusa de Nelsinho Baptista que estava na Ponte Preta, para ser o primeiro técnico gremista no novo milênio. [3]

Títulos

Treinador

Veranópolis
  • Rio Grande do Sul Campeonato Gaúcho - Segunda Divisão: 1993
Caxias
Grêmio
Internacional
Corinthians
Seleção Brasileira
  • Bandeiras da America do Sul.gif Copa América : 2019

Campanhas de destaque

Jogador

Guarani

Treinador

Seleção Brasileira
  • Bandeiras da America do Sul.gif Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA : 1°lugar - 2018

Prêmios individuais

  • Melhor treinador do Mundial de Clubes: 2012
  • Melhor treinador da Libertadores: 2012
  • Prêmio Craque do Brasileirão de melhor técnico do Campeonato Brasileiro: 2015
  • Prêmio Faz Diferença O Globo - Esportes: 2015
  • Treinador Sul-Americano do Ano: 2017




Banco de dadosEstatística como treinador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
82
57
17
8
162
70
92
76.4%
Visitante
90
28
26
36
121
131
-10
40.7%
Total
172
85
43
44
283
201
82
57.8%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos em que Adenor Leonardo Bachi treinou a equipe do Grêmio

Estreia
Coritiba 2 x 1 Grêmio - 17/01/2001
Último Jogo
Figueirense 2 x 1 Grêmio - 01/06/2003
Banco de dados.png

Referências