Sílvio Renato Nunes

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Sílvio
Sílvio

Sílvio Renato Nunes

Informações pessoais
Nome completo Sílvio Renato Nunes
Data de nasc. 01 de setembro de 1965 (54 anos)
Local de nasc. Joinville-SC, BRA
Nacionalidade Brasil
Informações profissionais
Função Goleiro
Registro CBF 095057
Altura 1,83m
Peso 78kg
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
49 0 0
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1985-1993 Brasil Joinville
1993 Brasil União São João
1994 Brasil Joinville
1994 Brasil Santo André
1995 Brasil Joinville
1995-2000 Brasil Grêmio
2001 Brasil Joinville
2001 Brasil Santo Ângelo
2002 Brasil Caxias-SC
2003 Brasil Marcílio Dias
2014 Brasil Fluminense do Itaum

Sílvio Renato Nunes, também conhecido como Sílvio (Joinville-SC, BRA, 01 de setembro de 1965).

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
18
12
4
2
43
13
30
74.1%
Visitante
31
13
8
10
46
43
3
50.5%
Total
49
25
12
12
89
56
33
59.2%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Icone Livro.png História

Sílvio[1] é um dos mais importantes goleiros da história do Joinville, clube pelo qual defendeu em 4 passagens. Iniciou a carreira em 1985, realizando 161 jogos até 1993, quando foi contratado pelo União São João. Deixou a equipe de Araras no ano seguinte e voltou ao JEC, atuando em 11 partidas. Defenderia ainda o Santo André ainda em 1994, antes de vestir o uniforme do Joinville pela terceira vez, em 1995. Neste mesmo ano, assinou com o Grêmio.

Pelo Tricolor, Sílvio era, na maioria das vezes, terceira opção ao gol gremista - Danrlei era o titular inquestionável, enquanto Murilo foi o reserva imediato. Por isso, ganhou o apelido "Pay Per View".[2] Foi um dos destaques na reta final da Copa do Brasil de 1997, conquistada pelo Grêmio, defendendo um pênalti de Marcelinho Carioca na semifinal contra o Corinthians.

Com a saída de Murilo para o Fluminense em 2000, Sílvio passou a ser principal opção para o gol, caso Danrlei não atuasse - Eduardo Martini, André Sangalli e Alonso José Carvalho da Silva, os outros goleiros do elenco, ainda não inspiravam confiança. Chegou a disputar algumas partidas por causa de problemas entre Danrlei e Antônio Lopes, antes de defender o Joinville pela quarta vez, agora como reserva de Marcão, em 2001.

Neste mesmo ano, é contratado pelo Santo Ângelo, onde permanece durante alguns meses. Em 2002, regressa novamente a Joinville, desta vez para assinar com o Caxias. Encerra sua carreira no ano seguinte, jogando pelo Marcílio Dias.

11 anos depois de pendurar as luvas, Sílvio recebeu um convite de Raffaele Graniti, seu técnico no Caxias em 2002 e que treinava o Fluminense do Itaum (time da terceira divisão estadual) para voltar aos gramados,[3] uma vez que a equipe necessitava de um atleta experiente para a competição. O goleiro, então com 48 anos, aceitou a proposta e, embora não conquistasse a promoção à segunda divisão, realizou um sonho: atuar ao lado de seu filho Paulo Henrique, que também é goleiro.

Títulos

Grêmio
Joinville
  • Campeonato Catarinense (4): 1985, 1986, 1987 e 1989


Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Ypiranga 0 x 0 Grêmio - 25/06/1995
Último Jogo
Guarani 3 x 2 Grêmio - 18/10/2000


Referências

  1. Dados pessoais de Sílvio Ogol.com.br (14 de junho de 2014).
  2. Rogerio Bohlke (2 de abril de 2016). Ex-goleiro Sílvio "Pay Per View" segue o mesmo dos tempos de Grêmio. Vendo outros jogarem Bola por Cima.
  3. Lucas Reschke Pavin (11 de julho de 2014). Goleiro de 49 anos é uma das primeiras contratações do Fluminense Notícias do Dia.