Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

ESTÁDIO NACIONAL DE BRASÍLIA
Estádio Nacional de Brasília
Informações
Nome Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha [1]
Apelido Mané Garrincha
O Gigante
Características
Local SRPN (Setor de Recreação Pública Norte) Brasília, Distrito Federal Distrito Federal (DF), Brasil Brasil
Gramado Grama natural (105m x 68m)
Capacidade Original
45.200 pessoas
Capacidade Atual
69.349 (FIFA)
72.788 (Portal da Copa)
Construção
Data 10 de março de 1974
Inauguração
Data 10 de março de 1974
Partida inaugural CEUB 1x2 Corinthians
Primeiro gol Vaguinho (Corinthians)
Reinauguração
Data 18 de maio de 2013
Partida inaugural Brasília 0x3 Brasiliense
Primeiro gol Bocão (Brasiliense)
Recordes
Público recorde 69.112 Pessoas
Data recorde 23 de junho de 2014
Partida recorde Camarões 1x4 Brasil

Estádio Nacional de Brasília "Mané Garrincha", também conhecido como simplesmente Mané Garrincha, é um estádio de futebol e arena multiuso brasileiro, situado em Brasília, no Distrito Federal.

O estádio faz parte do Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, que engloba também o Ginásio de Esportes Nilson Nelson e o Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet, dentre outros. Inaugurado em 1974, o estádio tinha a capacidade de acomodar 45.200 pessoas.

Após a reforma de 2010-2013, iniciada para receber a Copa do Mundo FIFA de 2014, sua capacidade foi aumentada para 72.788 pessoas, tornando-se o segundo maior estádio do Brasil e um dos maiores das Américas, atrás do Maracanã (RJ).

História

Construção

Em 10 de março de 1974, as obras do estádio ainda estavam em andamento, porém os trabalhos foram interrompidos para a inauguração oficial do espaço, que envolveu uma partida de futebol em que o Corinthians derrotou o Centro de Ensino Unificado de Brasília Esporte Clube, CEUB, por 2 a 1. O primeiro gol no estádio foi marcado pelo jogador do Corinthians Wagno de Freitas, o Vaguinho.

O recorde de público no estádio foi de 51.200 pessoas, num jogo que ocorreu a 20 de dezembro de 1998, quando Gama derrotou o Londrina por 3-0 na final da Série B de 1998, que deu ao Gama seu primeiro troféu nacional e consequente promoção para a Série A em 1999.

Inicialmente o estádio havia sido batizado de Estádio Governador Hélio Prates da Silveira, uma homenagem ao Hélio Prates da Silveira, governante do DF à época, enquanto o complexo em que se encontrava era chamado de Complexo Poliesportivo Presidente Médici. Na data de sua inauguração, as arquibancadas inferiores estavam prontas, mas peças de ferro e madeira ainda começavam a dar forma à estrutura das tribunas e da arquibancada superior, concluídas mais tarde.

Inicialmente, o estádio se tornou casa de praticamente todos os times do Distrito Federal, uma vez que a maioria ainda não tinha estádio próprio em suas respectivas cidades-satélites.

Na década de 1980, surgiu a homenagem ao famoso jogador conhecido como Mané Garrincha, anjo das pernas tortas, e o espaço foi renomeado para Estádio Mané Garrincha. No fim da década de 1990 e início da década de 2000, o estádio viu o futebol da capital federal passar por seu melhor momento.

Reconstrução

Em 2009, após o Brasil já ser escolhido como sede da Copa do Mundo da FIFA de 2014, a próxima etapa seria a escolha das cidades-sede. Para ser escolhida, a cidade deve seguir uma série de exigências da FIFA em diversos setores, como acomodação, transporte e, principalmente, possuir um estádio que atenda aos requisitos da mesma. O governo do Distrito Federal elaborou um projeto de reforma do maior e principal estádio da cidade, o Estádio Mané Garrincha, e o apresentou à FIFA.

Banco de dadosEstatística jogando no(a) Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Total
10
2
1
7
9
17
-8
23.3%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos do Grêmio no(a) Estádio Mané Garrincha

#DataMandantePlacarVisitanteLocalCompetiçãoGols MandanteGols VisitanteDetalhes
[1]04 de julho de 1995Grêmio2 – 0FlamengoEstádio Mané GarrinchaCopa dos Campeões MundiaisJardel (2)Ficha Técnica
[2]18 de julho de 1995Santos0 – 0GrêmioEstádio Mané GarrinchaCopa dos Campeões MundiaisFicha Técnica
[3]03 de julho de 1996Grêmio0 – 3São PauloEstádio Mané GarrinchaCopa dos Campeões MundiaisDenílson, Rivarola (contra), ValdirFicha Técnica
[4]24 de junho de 1997Flamengo4 – 2GrêmioEstádio Mané GarrinchaCopa dos Campeões MundiaisFabiano, Lúcio (2), MaurinhoEmerson, GilmarFicha Técnica
[5]26 de junho de 1997Grêmio1 – 2SantosEstádio Mané GarrinchaCopa dos Campeões MundiaisGoianoAlessandro (2)Ficha Técnica
[6]22 de setembro de 1999Gama2 – 1GrêmioEstádio Mané GarrinchaCampeonato BrasileiroFinazzi (2)CleisonFicha Técnica
[7]16 de agosto de 2001Gama2 – 1GrêmioEstádio Mané GarrinchaCampeonato BrasileiroAnderson Barbosa, ReinaldoMarinhoFicha Técnica
[8]24 de agosto de 2013Flamengo0 – 1GrêmioEstádio Mané GarrinchaCampeonato BrasileiroParáFicha Técnica
[9]21 de agosto de 2016Flamengo2 – 1GrêmioEstádio Mané GarrinchaCampeonato BrasileiroDiego, Leandro DamiãoHenrique AlmeidaFicha Técnica
[10]08 de fevereiro de 2017Flamengo2 – 0GrêmioEstádio Mané GarrinchaPrimeira LigaÉverton, Orlando BerríoFicha Técnica

Referências

  1. Estádio Nacional ainda se chama Mané Garrincha (10 de março de 2013). Visitado em 08 de fevereiro de 2017.