Copa Presidente de la República de Costa Rica

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Copa Presidente de la República de Costa Rica
Copa Presidente de la República de Costa Rica
Bandeira da Costa Rica
Dados gerais
Organização Federación Costarricense de Fútbol
Edições 1
Local de disputa Costa Rica San José
Número de equipes 2
Sistema Jogo único
editar

A Copa Presidente de la República de Costa Rica foi uma competição de futebol amistosa jogada uma única vez no ano de 1949 entre Grêmio e a Seleção da Costa Rica (Olímpica). O troféu foi disputado em jogo único no Estádio Nacional da Costa Rica, localizado na província de San José.

Informações gerais

Entrada em campo do Presidente da Costa Rica, Otilio Ulate, da Rainha das Festas Cívicas, Ana Isabel Aguilar, do capitão da equipe costa-riquenha e do capitão do Grêmio
Foto: Diario de Costa Rica
Time que venceu a Costa Rica
Foto: gremio1983.wordpress.com

Ao final da década de 40 o Grêmio iniciaria mudanças decisivas que transformariam a história do clube. Com o início dos planos de substituição da Baixada pelo Estádio Olímpico Monumental, que viria a ser o maior estádio privado do Brasil quando de sua conclusão, o clube passou a pensar fora das fronteiras de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul. Por consequência, foi justamente no período de transição que o Tricolor começou a dar maiores atenções para a sua marca, iniciando viagens ao exterior e intensificando confrontos contra grandes do Brasil e do Mundo.

Exatamente no ano de 1949 o Grêmio viria a jogar seu primeiro torneio internacional, em partida disputada no Estádio Centenário de Montevidéu, contra o Nacional do Uruguai. O Troféu Sadrep, jogado em partida única contra o Nacional no dia 14 de maio, foi oferecido em comemoração aos cinquenta anos do clube de Montevidéu. Ao final, o Grêmio sagrou-se campeão com uma vitória por 3x1, gols de Geada, Teotonio e Alegretti, conquistando seu primeiro troféu internacional.

O segundo título viria exatamente no mesmo ano. Em uma excursão à América Central, que viria a fazer parte da chamada A Conquista das Três Américas, onde o clube faria excursões extremamente positivas na América do Sul, América Central e América do Norte, o Imortal foi convidado para a disputa de partidas contra diversas seleções locais, tanto principais quanto olímpicas. Iniciada em 27 de novembro, na vitória do Grêmio por 2x1 sobre a Seleção da Guatemala (Olímpica), a viagem terminaria na Costa Rica, quase um mês depois, na final da Copa Presidente da Costa Rica contra a Seleção Olímpica local.

A Copa Presidente da Costa Rica foi oferecida em homenagem ao presidente Otilio Ulate Blanco, que havia sido eleito Presidente da Costa Rica em 1948, em vitória contra Rafael Ángel Calderón Guardia, mas que acabou deposto pelo Congresso Nacional, de maioria pertencente ao Partido Vanguardia Popular, apoiadores de Calderón de ideologia comunista, e aliados de esquerda. Otilio, que chegou a ser preso político no período, acabou retornando à presidência do país após o fim da Guerra Civil da Costa Rica, quando foi promulgada nova Constituição, a abolidas as forças armadas do país e ratificada sua eleição, reconhecendo seu período presidencial de 1949 até 1953.

Em jogo disputado no Estádio Nacional da Costa Rica, o Grêmio, até então invicto na excursão, venceu o selecionado olímpico local pelo placar de 5x0, gols marcados por Gita, Geada, Carbonilla e Hermes, duas vezes. Assim, o Grêmio retornaria ao Sul com uma campanha invicta, com 9 jogos, 8 vitórias e 1 empate, além de mais uma taça internacional. A excursão do Grêmio à Costa Rica foi a primeira de um clube brasileiro na história.

Edições

Ano Final Semifinalistas
Campeão Placar Vice
Anteriormente Não foi disputado
Competição não foi realizada
1949
Detalhes
Escudo Grêmio.png
Grêmio
5 – 0 Escudo Seleção da Costa Rica.png
Seleção da Costa Rica (Olímpica)
Não houve Não houve
Posteriormente Não foi disputado
Competição não foi realizada

Artilheiros do Grêmio na competição

Gols Jogador
2 Brasil Hermes
1 Brasil Gita
Brasil Geada
Brasil Carbonilla [1]

Agradecimento

A Grêmiopédia agradece ao jornalista, historiador do futebol da Costa Rica, escritor do "Gol de Camerino" e torcedor do Saprissa, Esteban Guevara, pelas preciosas informações e jornais históricos fornecidos, que permitiram recuperar informações importantes sobre a competição.

Ver também

Referências

  1. Agradecemos ao torcedor do Internacional e pesquisador esportivo Alvirubro, por informações contidas nesse artigo, que permitiram recuperar parte importante da história do Grêmio.