Oberdan Nazareno Vilaín

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Oberdan
Oberdan

Oberdan Nazareno Vilaín
Calçada da Fama.png Calçada da Fama

Informações pessoais
Nome completo Oberdan Nazareno Vilaín
Data de nasc. 02 de junho de 1945 (75 anos)
Local de nasc. Florianópolis-SC, BRA
Nacionalidade Brasil
Informações profissionais
Função Zagueiro
Registro CBF 031457
Altura 1,89m
Como jogador do Grêmio
Jogos Gols Média
74 13 0.18
  • A estatística pode estar incompleta.
Números no Grêmio como Treinador
Jogos V E D Aprov
22 14 5 3 71.2%
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1963-1965 Brasil Coritiba
1965-1972 Brasil Santos
1973 Brasil Coritiba
1974-1975 Brasil Santos
1976 Brasil Coritiba
1977-1978 Brasil Grêmio
Equipes que treinou
Anos Clubes
1980-1980 Brasil Grêmio

Oberdan Nazareno Vilaín, também conhecido como Oberdan (Florianópolis-SC, BRA, 02 de junho de 1945).

Banco de dadosEstatística como jogador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
34
26
7
1
86
13
73
83.3%
Visitante
40
23
9
8
71
26
45
65%
Total
74
49
16
9
157
39
118
73.4%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosEstatística como treinador do Grêmio

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
13
9
2
2
27
8
19
74.4%
Visitante
9
5
3
1
16
12
4
66.7%
Total
22
14
5
3
43
20
23
71.2%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.


Icone Livro.png História

Era considerado um jogador de grande técnica, iniciando sua carreira pelo Coritiba Football Club e logo foi contratado pelo Santos de Pelé. Atuou ainda pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, pelo qual sagrou-se Campeão Gaúcho em 1977, quebrando um longo jejum de títulos do tricolor, onde até hoje é lembrado como um grande ídolo[1].

Oberdan teve uma rápida experiência como técnico de futebol no Grêmio em 1980[2].

No Grêmio

Logo depois de pisar pela primeira vez em Porto Alegre como jogador gremista fez uma promessa:

Promessa temerária. Escurinho era, talvez, o maior cabeceador do futebol brasileiro, num tempo em que o futebol brasileiro tinha cabeceadores como Neca, Leivinha e Dario. Nos Gre-Nais, Escurinho entrava quando faltavam 15 minutos para terminar a partida e, então, acontecia sempre o mesmo lance: Valdomiro engatava a quinta marcha e passava pelo marcador a 150 por hora, zunindo rente à linha lateral direita. Ao chegar ao fundo do campo, cruzava para a área. A bola desenhava uma curva no céu e encontrava Escurinho alçando voo entre os zagueiros. Aí ele abria as pernas, fazendo um vigoroso movimento de tesoura, e desferia a testada para o fundo do gol. Sempre o mesmo lance. Sempre gol.

Por isso, aquela declaração de Oberdan causou impacto. Como ele tinha tanta segurança? O Inter parecia imbatível. Era bicampeão brasileiro e octacampeão gaúcho e, além de Escurinho, contava com Manga, Falcão, Valdomiro, entre outros monstros. [3]


Banco de dadosPartidas como jogador do Grêmio

Estreia
Seleção Uruguaia 1 x 1 Grêmio - 19/01/1977
Último Jogo
Farroupilha 0 x 4 Grêmio - 09/08/1978


Banco de dadosPartidas como treinador do Grêmio

Estreia
Bahia 1 x 1 Grêmio - 27/01/1980
Último Jogo
Grêmio 1 x 0 Coritiba - 17/05/1980


Banco de dados.png

Referências