Recopa Sul-Americana

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa
Recopa Sul-Americana
CONMEBOL Recopa
Logo recopa.png
Logo da CONMEBOL Recopa
Dados gerais
Organização CONMEBOL
Edições 25
Local de disputa Flags of South American Conmebol Members.gif América do Sul
Sistema Ida e volta
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Recopa Sul-Americana, também conhecido como apenas Recopa, é uma competição de futebol organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol, iniciada no ano de 1989. É atualmente considerada a terceira competição de futebol mais importante da América do Sul, possuindo diferentes formatos e formas de classificação desde a sua criação.

História breve

Em 1988 a CONMEBOL iniciou projeto para a criação de uma segunda competição continental que envolvesse os clubes sul-americanos, sendo considerada a segunda competição Sul-Americana, atrás da Libertadores. Com esse intuito a Confederação da América do Sul criou a Supercopa Libertadores, competição entre os clubes sul-americanos que já haviam conquistado a Copa Libertadores da América, sendo esse requisito para participar do certame.

Visando se assemelhar ao modelo do futebol europeu, a CONMEBOL decidiu igualmente por criar uma competição que propiciasse o enfrentamento entre o campeão da Copa Libertadores e da Supercopa Libertadores, aos moldes da Supercopa da UEFA. Assim, a Recopa Sul-Americana foi criada, tendo sua primeira edição no ano de 1989, no enfrentamento entre as equipes do Club Nacional de Football do Uruguai, campeão da Libertadores, e o Racing Club de Avellaneda da Argentina, campeão da Supercopa Libertadores.

Com a extinção da Supercopa Libertadores em 1997, que acabou sendo substituída pela Copa Mercosul, a CONMEBOL não promoveu a competição nos anos de 1999 até 2002. Em 2002 a Confederação Sul-Americana de Futebol criaria a Copa Sul-Americana, indicando igualmente o reinicio da Recopa, que até os dias atuais permanece sendo competição anual de enfrentamento entre o campeão da Copa Libertadores da América e o campeão da Copa Sul-Americana.

O modelo de disputa da competição teve diversas alterações no decorrer dos anos. Em sua primeira edição foi disputada no sistema de ida e volta, no ano seguinte foi realizada em jogo único. Em 1991 não houve confronto, uma vez que o Olimpia do Paraguai se sagrou campeão tanto da Libertadores quanto da Supercopa. Em 1992 a competição foi novamente em jogo único, mas no ano seguinte voltou a ser disputada em jogos de ida e volta, sendo que nesta edição foi decidida em jogos do Campeonato Brasileiro de Futebol por falta de datas. Do ano de 1994 até 1997 foi novamente disputada em jogo único, sendo que no ano de 1998 voltou a ser em ida e volta, sendo disputada em jogos válidos também pela Copa Mercosul, por falta de datas. Quando retornou em 2003 foi disputada em jogo único, fato que se repetiu no ano seguinte. Atualmente é decidida em jogos de ida e volta nos estádios dos clubes postulantes ao título.

Edições

Ano Dados gerais
Campeão Placares Vice Estádio
1989-1995 Não participou
Competição não contou com a participação do Grêmio
1996
Detalhes
Escudo Grêmio.png
Grêmio
4 - 1 Escudo Independiente.png
Independiente

Kobe Universiade Memorial
Kobe Japão
.
1997-2017 Não participou
Competição não contou com a participação do Grêmio
2018
Detalhes
Escudo Padrão.png
a definir
- Escudo Padrão.png
a definir
(ida) Estádio Libertadores de América
Avellaneda
Argentina

(volta) Arena do Grêmio
Porto Alegre Brasil

Referências