Projeto:Recuperação de Troféus do Grêmio

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

RECUPERAÇÃO DE TROFÉUS

Descrição

O Projeto de Recuperação de Troféus do Grêmio, como o nome define, tem por objetivo a recuperação do patrimônio histórico do Grêmio, mediante a elaboração de réplicas de troféus eventualmente perdidos pelo clube ao longo do tempo, além de propor a recuperação de peças eventualmente danificadas pelo tempo.

O objetivo do projeto é garantir que o torcedor tenha acesso, no Memorial do Clube, ao troféu das conquistas do Tricolor ao longo da história, garantindo que parte indispensável da história do Grêmio seja preservada e valorizada.

Do período

O projeto não possui data de início ou fim, sendo apenas uma proposta inicial. Inicialmente será buscado informações a respeito das taças eventualmente extraviadas, com a obtenção de seus nomes, imagens e, se possível, gravações na peça, garantindo que seja possível elaborar réplica que se assemelhe o máximo possível da peça original.

Do financiamento do projeto

O projeto de recuperação de taças tende a ser extremamente oneroso, visto que, além de se tratar de um trabalho que eventualmente possa necessitar de materiais de altas somas, como metais nobres, é indiscutivelmente um trabalho que exige perfeição e detalhamento, o que delimita o número de profissionais capacitados a tarefa e engrandece o custo de cada réplica ou restauração.

Inicialmente, os projeto prevê o financiamento das ações pelos próprios membros da Grêmiopédia, sendo que, em última instância e por deliberação do grupo de editores, o projeto será aberto a financiamento externo, mediante enquadramento nas legislações do Ministério da Cultura ou órgão federativo correspondente.

As regras de financiamento do projeto não deverão ser alteradas, salvo por deliberação do grupo de editores.

Do modus operandi

O projeto de recuperação de troféus será composto de três fases distintas de atuação, sendo a primeira objetivamente iniciada antes mesmo do início da presente proposta. A segunda etapa do projeto dependerá apenas da obtenção dos valores necessários para a elaboração do projeto, devendo iniciar apenas com a total obtenção dos mesmos. A terceira fase diz respeito exclusivamente ao modo de fruição do resultado do projeto.

Primeira fase: Neste ponto, os pesquisadores, historiadores, colaboradores da Grêmiopédia e torcida em geral, mediante cooperação mútua, auxiliarão na obtenção de imagens dos troféus extraviados, garantindo que o máximo de informações possíveis sejam obtidas para o início da fase seguinte.

Segunda fase: A segunda fase inicia com a obtenção de orçamentos, reunião dos recursos necessários, escolha de profissional capacitado e autorizações legais pertinentes, se necessárias. Nessa fase, inicia-se a criação da réplica ou recuperação da taça em questão, finalizando com a adequada finalização da peça.

Terceira fase: A terceira fase diz respeito à entrega da peça ao clube, mediante termo de compromisso de exposição, que deverá ser aceito pelo clube antes do início da fase anterior, sendo preservada a autonomia da instituição onde expor a peça quando seu valor histórico for considerado pequeno no momento da elaboração do subprojeto da taça específica. Nesse ponto, se objetiva garantir que a peça elaborada ou restaurada seja usufruída pelo torcedor, que é o destinatário final do projeto, mediante exposição no Memorial ou outro local adequado.

Da finalidade geral

O projeto como um todo tem como finalidade a garantia de livre acesso de todos os torcedores do clube aos mais diversos troféus conquistados pela instituição. Na filosofia da Grêmiopédia, todos os momentos históricos do clubes são importantes, mesmo que eventualmente tenham diferentes graus de importância.

Assim, toda e qualquer peça eventualmente recuperada será necessariamente prescindida de ampla negociação com o clube no que se refere ao local de exposição futura e meios de preservação da peça, visando garantir que não haja necessidade, ao final, de nova iniciativa semelhante.

O projeto em questão, assim como o projeto Grêmiopédia, não possui fins econômicos, sendo mera iniciativa de aficionados que buscam preservar e recuperar a história do Grêmio.

Da recuperação de peças danificadas

A necessidade de recuperação de peças danificadas que estejam em posse do Grêmio eventualmente participarão do projeto com anuência do clube respeitarão o direito de propriedade histórica da instituição e seu amplo direito de negativa a participação no projeto.

Troféus com extravio confirmado

Ano Título Desde Fase atual
1961 Troféu Internacional de Atenas Confirmado extravio antes do início da catalogação de patrimônio ocorrida na década de 80 1ª fase do projeto
1990 Supercopa do Brasil Esse troféu não foi extraviado, mas sim nunca foi entregue, pretendemos conseguir uma réplica do conquistado pelo Corinthians em 1991 1ª fase do projeto

Disposições finais

A Grêmiopédia, por meio de seus editores, se reserva no direito de editar as condições do projeto, sempre mediante justo motivo, garantindo a adequação do mesmo as necessidades futuras e ao fiel desempenho de seus objetivos.