Mundial de Clubes

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
(Redirecionado de Mundial Interclubes)
Ir para: navegação, pesquisa
Mundial de Clubes
European/South American Cup
Dados gerais
Organização UEFA e Conmebol
(de 1960 a 1979)
Associação de Futebol do Japão
(de 1980 a 2004)[1]
Edições 43
Outros nomes Copa Europeia Sul-Americana
Copa Toyota
Copa Intercontinental
Sistema Jogos de ida e volta ou jogo único
editar

O Mundial de Clubes, também conhecido como Mundial Interclubes, Copa Intercontinental ou Copa Europeia/Sul-American Toyota, foi uma competição de futebol organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol e pela União das Federações Europeias de Futebol, iniciada no ano de 1960, com autorização da Federação Internacional de Futebol que em diversas oportunidades chegou a inclusive ostentar sua sigla. É considerada a maior competição de futebol do Mundo no período de 1960 até 2004 pelos clubes e mídia, sendo incorporada ao Mundial de Clubes da FIFA em 2005.

História breve

Zagueiro Hugo de León com a Taça do Mundial de 1983

Iniciado no ano de 1960, o Mundial de Clubes foi a principal competição internacional de futebol acima da Liga dos Campeões da UEFA e da Copa Libertadores da América. Foi disputada até o ano de 2005, quando a competição foi incorporada ao Mundial de Clubes da FIFA, que entrou em acordo com as confederações continentais da Conmebol e UEFA.[2][3][4][5]

A fórmula de disputa do torneio sofreu diversas modificações, inicialmente disputado em jogos de ida e volta nos estádios dos respectivos clubes participantes, com possibilidade de um terceiro jogo de desempate, a competição passou a adotar jogo único em campo neutro a partir de 1980, como forma de evitar a ocorrência de casos de violência, principalmente ocorridas nos estádios sul-americanos.

Os clubes do Real Madrid, Peñarol, Nacional, Boca Juniors e Milan são os maiores campeões da competição, com três títulos cada. O Milan é a equipe que mais disputou o torneio, participando do certame por sete vezes. O primeiro título foi conquistado pelos espanhóis do Real Madrid, sendo o último conquistado pelo Futebol Clube do Porto, de Portugal.

O Grêmio participou da competição duas vezes, estreando em 1983, quando conquistou o título contra o Hamburgo, da Alemanha. Em 1995 o Tricolor novamente participou da disputa, perdendo o títulos nos pênaltis para o Ajax, da Holanda. O Imortal é o clube brasileiro com mais participações no torneio, juntamente com São Paulo, Santos e Cruzeiro, sendo o segundo maior brasileiro campeão da competição, dividindo a posição com o Flamengo.

Controvérsia

Sigla da Federação Internacional de Futebol no Mundial de 1983

Existe grande controvérsia no que se refere ao status de título Mundial do torneio, a discussão paira principalmente no fato de a referida competição não contatar com a presença de clubes de outros continentes, mesmo que eventualmente as demais confederações mundiais tenham solicitado participação no certame, pedidos negados pelas confederações organizadoras.

A FIFA, por sua vez, reiteradamente reconhece a importância da Copa Intercontinental, reconhecendo o título como no mesmo patamar do Mundial de Clubes da FIFA. Diversas fontes trazidas do próprio site da entidade, sobretudo notícias, ora convergem ou não para este entendimento, mas é importante esclarecer que a própria entidade deixa claro em seu site que as notícias e artigos são elaborados pelo Centro de Notícias da FIFA, não sendo considerados documentos oficiais da entidade.

Neste sentido, apenas é possível se basear nos documentos oficiais da entidade. A página de documentos oficiais da FIFA[6] possui em suas diversas guias de documentações, a seção Matches and Tournaments (em português, Jogos e Treinamentos), com o tópico Men's Competitions (em português, Competições Masculinas) e, por fim, o artigo FIFA CLUB WORLD CUP[7]. Segundo as diretrizes do site da própria entidade, apenas os documentos oficiais são bases legítimas de informações da FIFA, neste sentido, destaca-se que a entidade máxima do futebol cataloga nas estatísticas da Copa do Mundo de Clubes da FIFA a Copa Intercontinental, como parte do certame nos anos de 1960 até 2005[8].

É importante frisar que a FIFA jamais reconheceu o Mundial de Clubes anterior ao de 2005, exceto o torneio realizado pela mesma entidade em 2000, como Mundial de Clubes da FIFA, todavia jamais negou que tais competições fossem ou pudessem ser consideradas Mundial de Clubes, como é reconhecido por clubes campeões, não só no Brasil, mas no Mundo todo, não só por clubes, mas também pela mídia nacional e internacional. Em entrevista recente o então Secretário Geral da FIFA, Jérôme Valcke emitiu manifestação a respeito da competição, em que pese suas afirmações não possam ser consideradas o posicionamento oficial da entidade, segue o posicionamento de neutralidade da FIFA desde 2005 sobre o tema. O então representante da entidade informou, quando questionado se os clubes campeões da Copa Intercontinental poderiam se considerar campeões Mundiais, que tais clubes são campeões[9]. Assim como o então presidente da FIFA à época, Joseph Blatter, jamais a entidade afirmou que o primeiro campeão Mundial de Clubes foi em 2000, tampouco em 2005, se limitando a afirmar que tal torneio foi o primeiro Mundial da FIFA, deixando margem clara a interpretação de que os torneios anteriores poderiam ou não serem considerados Mundiais.

Em 2017 a FIFA reconheceu o Mundial de Clubes realizado de 1960 até 2014, bem como oficialmente declarou os vencedores como Campeões Mundiais.

Edições

Ano Dados gerais
Campeão Placares Vice Estádio
1960-1982 Não participou
Competição não contou com a participação do Grêmio
1983
Detalhes
Escudo Grêmio.png
Grêmio
2 - 1 Escudo Hamburgo.png
Hamburgo
Estádio Nacional
Tóquio Japão
1984-1994 Não participou
Competição não contou com a participação do Grêmio
1995
Detalhes
Escudo Ajax.png
Ajax
0 - 0
(4–3 pen)
Escudo Grêmio.png
Grêmio
Estádio Nacional
Tóquio Japão
1996-2004 Não participou
Competição não contou com a participação do Grêmio

Referências

  1. UEFA sobre: Copa Intercontinental e Toyota no site oficial.
  2. Fifa reconhece títulos mundiais de Flamengo, Grêmio, Santos e São Paulo.
  3. Fifa reconhece títulos mundiais de clubes a partir de 1960 - Esportes - Estadão.
  4. Paulo, iG São (2017-10-27). Fifa reconhece títulos mundiais do Flamengo, Santos, Grêmio e SP - Futebol - iG.
  5. Fifa reconhece mundiais de Santos, Fla, Grêmio e São Paulo.
  6. FIFA Communications & Public Affairs Division - Documentation. Official Documents. Visitado em 06 de novembro de 2015.
  7. FIFA Communications & Public Affairs Division - Documentation. FIFA Club World Cup Japan 2015 Statistical Kit – Event edition 24/09/2015. Visitado em 06 de novembro de 2015.
  8. FIFA Communications & Public Affairs Division - Documentation. FIFA Club World Cup Japan 2015 Statistical Kit – Event edition 24/09/2015. Visitado em 06 de novembro de 2015.
  9. Alexandre Alliatti - Globo Esporte. Mundial ou não? Valcke evita conflito com campeões da era 'pré-Fifa' 11/12/2013. Visitado em 06 de novembro de 2015.