Predefinição:História de Clóvis Touguinha dos Santos

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

Icone Livro.png História

Clóvis Touguinha dos Santos nasceu dia 14 de fevereiro de 1923, na cidade de Rio Grande, interior do Rio Grande do Sul. No meio futebolístico era conhecido por Touguinha. Foi um grande jogador de futebol. Atuou apenas em dois clubes em toda carreira: Grêmio e Corinthians, onde foi campeão paulista em 1951 e campeão do torneio Rio-São Paulo de 1950. Ídolo do Timão, Touguinha jogava um futebol clássico com belos passes, por este motivo ficou conhecido como “O pai da bola”. Teve sua estreia pelo Corinthians no dia 21 de abril de 1949, num amistoso contra o Noroeste de Bauru, entrando no lugar do então titular Newton. Ganhou a posição, e, ao lado de Idário e Julião, formaram duas históricas linhas médias entre 1950 e 1952.

Diferentemente da maioria dos jogadores, Touguinha era um cavalheiro ao ceder entrevistas, extremamente educado e atencioso com a imprensa e os ouvintes do rádio. Chegava a ser um poeta, com frases como esta: "Boa noite, queridos ouvintes, cujos me prestigiam". Pelo Grêmio jogou 138 jogos, 76 vitórias, 19 empates e 43 derrotas, marcou 15 gols[1]. Pelo Corinthians, ao todo foram 120 jogos, 68 vitórias, 26 empates e 26 derrotas, marcou 4 gols. Em 1967, o ex-atleta morreu na cidade de Porto Alegre, capital gaúcha, por causa não conhecida.

Touguinha era filho do também atleta Coriolano dos Santos, ex-jogador do Rio Grande. Coriolano enfrentou o Grêmio em duas oportunidades: 1914 e em 1922 pela Taça Centenário da Independência de 1922, da qual foi artilheiro.

Ligações externas

  • Agradecemos ao torcedor do Internacional e pesquisador esportivo Alvirubro, por informações contidas nesse artigo, que permitiram recuperar parte importante da história do Grêmio.