Mudanças entre as edições de "Predefinição:História de Carlos Augusto José de Lira"

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

(Criou página com '{{História de jogadores}} Lira ganhou renome em suas passagens, sobretudo, pelos times cariocas do {{Futebol Vasco da Gama}}, {{Futebol Fluminense}} e {{Futebol Flamengo}}....')
(Sem diferença)

Edição das 22h55min de 26 de março de 2020

História

Lira ganhou renome em suas passagens, sobretudo, pelos times cariocas do Vasco, Fluminense e Flamengo. Ao longo da sua carreira, o jogador também foi convocado para a Seleção Brasileira algumas vezes.

Revelado em 1986 pelo Vasco, teve passagens destacadas por todos os clubes pelos quais passou. No clube de São Januário, por exemplo, o jogador faturou o bicampeonato estadual de 1987 e 1988, ficando até meados de 1989, de forma que não mais figurava no elenco vascaíno campeão brasileiro daquela temporada.

Do Vasco, Lira passou pela então forte Portuguesa, e posteriormente voltou ao Centro-Oeste do país, região da sua origem, para defender o Goiás. Por conta de suas boas atuações, acabou recebendo a sua primeira chance de defender a Seleção Brasileira.

Em meados de 1991, transferiu-se para o Grêmio, defendendo o clube gaúcho até agosto de 1992.

Neste ano de 1992, Lira voltaria ao Rio de Janeiro, para defender o Fluminense. No clube das Laranjeiras, viveu definitivamente um dos melhores momentos da sua carreira, que culminou aliás, na traumática derrota rubro-negra para o rival na final do Campeonato Carioca de 1995. Admirado com o potencial do jogador, o Flamengo, ainda em 1995, decidiu por comprar o seu passe, a fim de aperfeiçoar a equipe do ano do centenário, que até meados da temporada ainda não havia decolado.

O ex-jogador foi comprado pelo Flamengo por R$ 400 mil, e sua chegada representou a saída do tetracampeão mundial Branco, que naturalmente perderia espaço, optando por defender o Internacional ao término da temporada. Lira, entretanto, não teve no Flamengo o mesmo desempenho oferecido ao rival Fluminense, e acabou sendo emprestado em 1996 ao Athletico Paranaense, tendo retornado ao Flamengo ao final da temporada para disputar apenas uma última partida contra o Borussia Dortmund. Lira encerrou a carreira em 2003, atuando pelo Vitória-ES, onde já vinha atuando pelo futebol capixaba desde 2 anos antes, quando jogou por Desportiva Capixaba e Estrela do Norte.

Estreou como treinador no Predefinição:Futebol America, levando a equipe de volta à elite do Campeonato Estadual e conquistando o título da Segunda Divisão do Campeonato Carioca. Entre 2011 e 2013, foi o treinador do CA Barra da Tijuca (antigo Yasmin) das divisões inferiores do futebol do Rio de Janeiro.

Títulos

Jogador

Goiás
  • Campeonato Goiano: 1990
Fluminense
  • Taça Guanabara: 1993
  • Torneio de Maceió: 1994
  • Rio de Janeiro Campeonato Carioca: 1995
Flamengo
  • Rio de Janeiro Campeonato Carioca: 1996, 2000 e 2001
  • Rio de Janeiro Taça Guanabara: 1996 e 2001
  • Rio de Janeiro Taça Rio: 1996 e 2000
  • Brasil Copa dos Campeões: 2001