Mudanças entre as edições de "Eleição presidencial no Grêmio em 2014"

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

(Candidatos)
(Candidatos)
Linha 141: Linha 141:
 
|Chapa 5
 
|Chapa 5
 
|}</div>
 
|}</div>
 +
 +
{{Small|'''Nota:''' a guia movimentos políticos pode não corresponder ao total de movimentos que apoiaram os candidatos}}
  
 
== Debates ==
 
== Debates ==

Edição das 01h31min de 13 de fevereiro de 2020

2012 Grêmio 2016
Eleição presidencial no Grêmio em 2014
7 de outubro (primeiro turno)
18 de outubro (segundo turno)
Romildo Bolzan Júnior.png Homero Bellini Junior.png
Candidato Romildo Bolzan Homero Bellini
Chapa Chapa 4 Chapa 5
Natural de Osório Porto Alegre
Votos 6.398 2.557
Porcentagem 71,4% 28,6%


Escudo Grêmio.png
Presidente do Grêmio

A eleição presidencial de 2014 no Grêmio foi realizada em um dois turnos. O primeiro aconteceu em 7 de outubro de 2014, e o segundo em 18 de outubro de 2014. Foi a ?ª eleição presidencial. Foi disputada em segundo turno entre Homero Bellini (Chapa Grêmio Por Todos) e Romildo Bolzan (Chapa Nossa Casa. Novas Conquistas. Nosso Futuro), que restou vencedor.[1]

Contexto

Romildo e Homero se cumprimentam após eleição no Grêmio
Foto de Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Em 2014 o Grêmio passou pelo periódico processo de escolha presidencial. Os mais diversos movimentos políticos do clubes apresentaram suas chapas, com data limite em 29 de setembro. Ao todo, cinco candidatos a presidência do clube foram apresentados a Comissão Eleitoral, que em sorteio definiu a numeração de cada chapa participante, no Estádio Olímpico, acompanhada por representantes de todas as chapas.[2]

Foi previamente definido que no primeiro turno os candidatos devem garantir ao menos 20% do quórum (no total, eram 320 conselheiros) para ser aprovados à próxima etapa da eleição. Caso mais de uma chapa alcançasse a marca, o novo presidente seria escolhido por meio do voto dos associados aptos a votar na Assembleia Geral, no dia 18 de outubro. Se apenas uma chapa chegasse à barreira dos 20% da votação, não haverá necessidade de segundo turno, sendo declarado o presidente já na primeira fase das eleições.

Em 7 de outubro 291 conselheiros de 312 presentes participaram da votação. Romildo Bolzan, da então situação (Chapa 4), conseguiu 140 votos, enquanto Homero Bellini (Chapa 5) somou 107 votos. Havia mais três concorrentes na disputa, que não chegaram à cláusula de barreira. Jorge Eduardo Bastos (Chapa 1), Pierre Gonçalves (Chapa 2) e Nilton Cabistani (Chapa 3) conseguiram, 20, 10 e 10 votos, respectivamente. Houve três votos em branco e um nulo.

No dia 18 de outubro, 9.013 associados do clube escolheram o novo Presidente. Com 6.398 votos (71,4%), Romildo Bolzan, da situação, foi eleito presidente do Tricolor em segundo turno. O candidato da oposição, Homero Bellini, ficou com 2.557 votos (28,6%). Aos 54 anos, essa foi a primeira vez que Romildo comandaria o clube, sendo eleito para o biênio 2015/2016. A eleição contou com 9.013 votos, 4.649 presenciais (com dez votos brancos e 25 nulos) e 4.329 online (com 10 votos brancos e 13 nulos), de 5.586 cadastrados previamente.

Datas da eleição

Calendário eleitoral
29 de setembro Data limite para o registro de candidaturas
29 de setembro a 7 de outubro Período da campanha do primeiro turno
7 de outubro Votação do primeiro turno
7 a 18 de outubro Período da campanha do segundo turno
18 de outubro Votação do segundo turno
18 de outubro Anúncio do novo Presidente

Candidatos

Nota: a tabela a seguir está organizada por número da chapa.

Presidente Conselho de administração Movimentos Número eleitoral
Candidato Chapa
Jorge Eduardo Bastos   Chapa Grêmio Novo Rodrigo Karan

Sérgio Bombassaro
João Burzlaff
Lucas Thadeu da Luz
Donato Hubner
Milton de Mello

Movimento Grêmio Novo.png Chapa 1
Pierre Gonçalves   Chapa Projeto Grêmio André Luís Morini

Rafael Hansen de Lima
Leandro Bortolini
Giuliano Vieceli
Cristiano Machado Costa
Renato Marodin

Chapa 2
Nilton Cabistani   Chapa Somos Grêmio Ricardo Gothe

Paulo Grings
Maurício Lacerda
Renato Vieira
Diego Luz
Roger Ritter

Movimento Grêmio Democrático.png Chapa 3
Romildo Bolzan Júnior   Nossa Casa. Novas Conquistas. Nosso Futuro. Adalberto Preis

Antônio Dutra Jr.
Claudio Oderich
Marcos Herrmann
Odorico Roman
Sergei Ignacio da Costa

Grupo Grêmio Imortal.pngMovimento Grêmio Multicampeão.pngMovimento Grêmio Sempre.pngGrêmio Sem Fronteiras.pngAssociação Grêmio Unido.png Chapa 4
Homero Bellini Junior   Chapa Somos Grêmio Airton Ruschel

Eduardo Magrisso
Émerson Rosa
Fernando Hackmann
José de Jesus Camargo
Juarez Aiquel

Grêmio Independente.png Chapa 5

Nota: a guia movimentos políticos pode não corresponder ao total de movimentos que apoiaram os candidatos

Debates

Homero Bellini e Romildo Bolzan em estúdio para o debate
Foto de Tatiana Lopes/GloboEsporte.com

Os debates nestas edições foram realizados em 17 de outubro de 2014.

Data Organizadores Mediadores Romildo Bolzan (Chapa 4) Homero Bellini (Chapa 5)
17 de outubro de 2014[3] TVCOM Cláudio Brito Presente Presente

Resultados

Candidato(a) 1º turno
7 de outubro de 2014
2º turno
18 de outubro de 2014
Votação
Total Percentagem Total Percentagem
Romildo Bolzan (Chapa 4) 140 48,1% 6.398 71,4%
Homero Bellini (Chapa 5) 107 36,7% 2.557 28,6%
Jorge Eduardo Bastos (Chapa 1) 20 0,6% Não participou
Pierre Gonçalves (Chapa 2) 10 0,3%
Nilton Cabistani (Chapa 3) 10 0,3%

Gráficos

Ver também

Referências