Mudanças entre as edições de "Clóvis Touguinha dos Santos"

De Grêmiopédia, a enciclopédia do Grêmio
Ir para: navegação, pesquisa

m (Substituição de texto - "[[{{Ficha Técnica}}" por "[[Ficha Técnica")
 
(Uma revisão intermediária pelo mesmo usuário não está sendo mostrada)
Linha 23: Linha 23:
 
'''Clóvis Touguinha dos Santos''' (Rio Grande-RS, 14 de fevereiro de 1923), mais conhecido como '''Touguinha''', foi um futebolista brasileiro que atuava como meio campista.  
 
'''Clóvis Touguinha dos Santos''' (Rio Grande-RS, 14 de fevereiro de 1923), mais conhecido como '''Touguinha''', foi um futebolista brasileiro que atuava como meio campista.  
  
Clóvis Touguinha dos Santos nasceu dia 14 de fevereiro de 1923 na cidade de Rio Grande, interior do Rio Grande do Sul. No meio futebolístico era conhecido por Touguinha. Foi um grande jogador de futebol. Atuou apenas em dois clubes em toda carreira: Grêmio e Corinthians, onde foi campeão paulista em 1951 e campeão do torneio Rio-São Paulo de 1950. Ídolo do Timão, Touguinha jogava um futebol clássico com belos passes, por este motivo ficou conhecido como “O pai da bola”.  Teve sua estreia pelo Corinthians no dia 21 de abril de 1949, num amistoso contra o Noroeste de Bauru entrando no lugar do então titular Newton, ganhou a posição e ao lado de Idário e Julião formaram duas históricas linhas médias entre 1950 e 1952.
+
Clóvis Touguinha dos Santos nasceu dia 14 de fevereiro de 1923, na cidade de Rio Grande, interior do Rio Grande do Sul. No meio futebolístico era conhecido por Touguinha. Foi um grande jogador de futebol. Atuou apenas em dois clubes em toda carreira: Grêmio e Corinthians, onde foi campeão paulista em 1951 e campeão do torneio Rio-São Paulo de 1950. Ídolo do Timão, Touguinha jogava um futebol clássico com belos passes, por este motivo ficou conhecido como “O pai da bola”.  Teve sua estreia pelo Corinthians no dia 21 de abril de 1949, num amistoso contra o Noroeste de Bauru, entrando no lugar do então titular Newton. Ganhou a posição, e, ao lado de Idário e Julião, formaram duas históricas linhas médias entre 1950 e 1952.
  
Diferentemente da maioria dos jogadores, Touguinha era um cavalheiro ao ceder entrevistas, extremamente educado e atencioso com a imprensa e os ouvintes do rádio, chegava a ser um poeta com frases como esta: “Boa noite, queridos ouvintes, cujos me prestigiam?. Pelo Grêmio jogou 138 jogos, 76 vitórias, 19 empates e 43 derrotas, marcou 15 gols{{alvirubro}}, pelo Corinthians, ao todo foram 120 jogos, 68 vitórias, 26 empates e 26 derrotas, marcou 4 gols. Em 1967, o ex-atleta morreu na cidade de Porto Alegre, capital gaúcha, por causa não conhecida.
+
Diferentemente da maioria dos jogadores, Touguinha era um cavalheiro ao ceder entrevistas, extremamente educado e atencioso com a imprensa e os ouvintes do rádio. Chegava a ser um poeta, com frases como esta: "Boa noite, queridos ouvintes, cujos me prestigiam". Pelo Grêmio jogou 138 jogos, 76 vitórias, 19 empates e 43 derrotas, marcou 15 gols{{alvirubro}}. Pelo Corinthians, ao todo foram 120 jogos, 68 vitórias, 26 empates e 26 derrotas, marcou 4 gols. Em 1967, o ex-atleta morreu na cidade de Porto Alegre, capital gaúcha, por causa não conhecida.
  
Touguinha era filho do também atleta Coriolano dos Santos, ex jogador do {{Futebol Rio Grande}}. Coriolano enfrentou o {{Futebol Grêmio}} em duas oportunidades: [[Ficha Técnica: Grêmio 6 x 3 Rio Grande - 12/07/1914|1914]] e em [[Ficha Técnica: Grêmio 1 x 4 Rio Grande - 08/09/1922|1922]] pela [[Taça Centenário da Independência de 1922]] da qual foi artilheiro.
+
Touguinha era filho do também atleta Coriolano dos Santos, ex-jogador do {{Futebol Rio Grande}}. Coriolano enfrentou o {{Futebol Grêmio}} em duas oportunidades: [[Ficha Técnica: Grêmio 6 x 3 Rio Grande - 12/07/1914|1914]] e em [[Ficha Técnica: Grêmio 1 x 4 Rio Grande - 08/09/1922|1922]] pela [[Taça Centenário da Independência de 1922]], da qual foi artilheiro.
  
 
==Ligações externas==
 
==Ligações externas==
 
*[http://memoriasdoesporte.com.br/2018/01/06/touguinha-o-pai-da-bola/ Touguinha]
 
*[http://memoriasdoesporte.com.br/2018/01/06/touguinha-o-pai-da-bola/ Touguinha]
  
 +
{{EstatísticaJogador|{{PAGENAME}}}}
 +
{{JogosJogador|{{PAGENAME}}}}
  
 
{{Referências}}
 
{{Referências}}

Edição atual tal como às 23h52min de 15 de agosto de 2019

Touguinha
Touguinha
Informações pessoais
Nome completo Clóvis Touguinha dos Santos
Data de nasc. 14 de fevereiro de 1923
Local de nasc. Rio Grande Rio Grande do Sul, Brasil Brasil
Nacionalidade Brasil
Falecido em 1967
Apelido Touguinha
Números no Grêmio como Jogador
Jogos Gols Média
108 10 0.09
  • A estatística pode estar incompleta.
Clubes profissionais
Anos Clubes
1940-1942
1942-1948
1949-1953
1953
1954
1954-1956
Brasil Rio Grande
Brasil Grêmio
Brasil Corinthians
Brasil Nacional-SP
Brasil Ferroviária-SP
Brasil Rio Grande



Clóvis Touguinha dos Santos (Rio Grande-RS, 14 de fevereiro de 1923), mais conhecido como Touguinha, foi um futebolista brasileiro que atuava como meio campista.

Clóvis Touguinha dos Santos nasceu dia 14 de fevereiro de 1923, na cidade de Rio Grande, interior do Rio Grande do Sul. No meio futebolístico era conhecido por Touguinha. Foi um grande jogador de futebol. Atuou apenas em dois clubes em toda carreira: Grêmio e Corinthians, onde foi campeão paulista em 1951 e campeão do torneio Rio-São Paulo de 1950. Ídolo do Timão, Touguinha jogava um futebol clássico com belos passes, por este motivo ficou conhecido como “O pai da bola”. Teve sua estreia pelo Corinthians no dia 21 de abril de 1949, num amistoso contra o Noroeste de Bauru, entrando no lugar do então titular Newton. Ganhou a posição, e, ao lado de Idário e Julião, formaram duas históricas linhas médias entre 1950 e 1952.

Diferentemente da maioria dos jogadores, Touguinha era um cavalheiro ao ceder entrevistas, extremamente educado e atencioso com a imprensa e os ouvintes do rádio. Chegava a ser um poeta, com frases como esta: "Boa noite, queridos ouvintes, cujos me prestigiam". Pelo Grêmio jogou 138 jogos, 76 vitórias, 19 empates e 43 derrotas, marcou 15 gols[1]. Pelo Corinthians, ao todo foram 120 jogos, 68 vitórias, 26 empates e 26 derrotas, marcou 4 gols. Em 1967, o ex-atleta morreu na cidade de Porto Alegre, capital gaúcha, por causa não conhecida.

Touguinha era filho do também atleta Coriolano dos Santos, ex-jogador do Rio Grande. Coriolano enfrentou o Grêmio em duas oportunidades: 1914 e em 1922 pela Taça Centenário da Independência de 1922, da qual foi artilheiro.

Ligações externas

Banco de dadosEstatística do jogador Touguinha

GRÊMIO Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols pró Gols contra Saldo de gols Aproveitamento
Mandante
72
38
10
24
170
116
54
57.4%
Visitante
36
19
3
14
96
73
23
55.6%
Total
108
57
13
38
266
189
77
56.8%

A estatística está em processo de contagem no Banco de Dados, e pode sofrer alterações. Quando estiver completa, esta mensagem será suprimida.

Banco de dadosJogos de Touguinha pelo Grêmio

Estreia
Internacional 3 x 0 Grêmio - 11/07/1943
Último Jogo
Internacional 2 x 0 Grêmio - 14/12/1948


Referências

  1. Agradecemos ao torcedor do Internacional e pesquisador esportivo Alvirubro, por informações contidas nesse artigo, que permitiram recuperar parte importante da história do Grêmio.